Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Vestibular Unimontes

 

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) realizou, neste domingo (7/06), as provas para seu  2º Processo Seletivo/2009. Foram oferecidas 611 vagas em 17 cursos de graduação. Coordenado pela Comissão Técnica de Concursos (Cotec), o processo seletivo foi em Montes Claros (prédios 1, 2 e 3 do Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro) e nos campi dos municípios onde os cursos são oferecidos (Almenara, Janaúba, Januária, Pirapora, Paracatu e Unaí), além de Belo Horizonte. 

Foram inscritos 2.354 candidatos pelo sistema de reserva de vagas, instituído em atendimento à Lei Estadual 15.259/2004. São contempladas as categorias de afrodescendentes (20%) e egressos de escolas públicas (20%) – esses com carência econômica comprovada – e, ainda, portadores de deficiência e indígenas (5%).

Dos 6.062 candidatos inscritos e aproximadamente 100 treinantes que fizeram as provas do 2º processo seletivo da Unimontes, 297 não compareceram aos locais de prova, o que representa um índice de 4,8% por cento. 

Pela manhâ, as provas foram aplicadas para os candidatos do Grupo 1 ( 2.529 e 110 ausentes) e à tarde para os do grupo 2 (3.641 e 187 ausentes).

Os cursos mais concorridos foram Medicina (163,71), Direito Diurno ( 52,86 ) e Direito Noturno ( 53,43) . A novidade deste ano é a oferta do curso superior de Tecnologia em Agronegócios (35 vagas), no campus de Paracatu, Noroeste de Minas.

Segundo a Comissão Técnica de Concursos ( Cotec), Foram registradas 2 ocorrências relacionadas ao porte de celular (Unai e Montes Claros), dois candidatos foram eliminados do processo seletivo, segundo previsto no edital.

REDAÇÃOPara os candidatos do Grupo 1, a prova de redação (valendo o total de 20 pontos), foi pedido um texto dissertativo com o seguinte tema: Ao longo de sua vida que frutos você tem colhido da “semente do livro” , das leituras que fez? 

Para os candidatos do Grupo 2 também foi pedido um texto dissertativo sobre o provérbio: “O pior cego é aquele que não quer ver”. A redação deveria tomar como ponto de partida a idéia de cegueira como um tipo de alienação, no que diz respeito aos problemas sociais, e ainda a outros textos que abordam, figurativamente, a cegueira, entre eles o texto da prova de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira: “A Cegueira e o Saber”, de Affonso Romano de Sant’anna.

Veja, na Agenda, as datas deste Vestibular da Unimontes. E confira seu desempenho, através dos Gabaritos.

 

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário