Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Unifal-MG

A Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG) empossa o reitor eleito, professor Paulo Márcio de Faria e Silva, nesta quinta-feira (18/03, às 16h). A cerimônia será no Ministério da Educação (MEC), em Brasília, com a presença do Ministro da pasta, Fernando Haddad.

O professor Paulo Márcio é o primeiro reitor a ser nomeado pelo Conselho Superior da Unifal-MG, órgão presidido pelo reitor pró-tempore Prof. Antônio Martins de Siqueira.

Na instituição, haverá na sexta-feira (19/03) a Reunião Solene de Transmissão do Cargo ao novo Reitor e a Posse do novo Vice-Reitor Prof. Dr. Edmêr Silvestre Pereira Júnior realizada no Auditório “Leão de Faria”. Para o evento estão sendo aguardados os membros do Conselho Superior da universidade, autoridades municipais, federais e estaduais, representantes de entidades, servidores da instituição e comunidade acadêmica em geral.

O futuro reitor possui graduação em Farmácia Bioquímica pela Universidade Federal de Alfenas (1986), especialização em Especialização em Microbiologia pela Universidade Federal de Alfenas (1998), mestrado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993) e doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Alfenas. Tem experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Biologia e Fisiologia dos Microorganismos. Atuando principalmente nos seguintes temas: Herpetomonas roitmani, Diferenciação celular, Tripanosomatídeos.

Enem somente no 2º semestre

Durante visita à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), na semana passada (10/03), o ministro da Educação, Fernando Haddad, confirmou que a prova terá a mesma matriz do exame de 2009, o mesmo nível de dificuldade. O ministro afirmou, também, que o Enem ocorrerá apenas no segundo semestre, em uma data que ainda será definida pelo Mec.

O Enem, antes de 2009, sempre era feito uma vez ao ano, no segundo semestre. Mas após a mudança, quando ele passou a ser utilizado como substituto do vestibular por algumas instituições públicas, o ministério tinha planos de começar a realizar a prova semestralmente. Segundo Haddad, não será possível fazer a mudança ainda este ano, porque houve atrasos nas negociações com o Tribunal de Contas da União (TCU) e com a Controladoria-Geral da União (CGU) para contratação de empresas responsáveis pela aplicação do exame.

Depois do vazamento da prova ocorrido em outubro de 2009 o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão do MEC responsável pelo Enem, havia questionado o TCU e a CGU sobre a possibilidade de contratar uma empresa mais confiável sem a necessidade de fazer uma licitação. Haddad já afirmou em entrevistas anteriores que há o receio de que as empresas concorrentes à licitação cortem custos para vencê-la, o que poderia comprometer a segurança e o sigilo das provas.

A Unifal-MG e a utilização do Enem

Na Unifal-MG o vestibular de inverno movimenta mais de 500 vagas entre os campi de Alfenas, Poços de Caldas e Varginha. A Comissão Permanente de Vestibular (Copeve) já se prepara para o próximo processo seletivo, que deve acontecer em meados de junho/julho. As discussões estarão abertas nos colegiados de cursos para decidir se utilizarão da nota do Enem 2009 ou realizarão a prova tradicional. Após a discussão nos colegiados de curso o Conselho Superior da instituição dará o veredicto.

Os cursos oferecidos pela instituição no Vestibular 02/09 foram Ciências Biológicas (licenciatura), Ciências Biológicas (EAD), Farmácia, Odontologia, Química (bacharelado), e Química (EAD) no Campus de Alfenas; Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia (diurno e noturno), no Campus de Poços de Caldas e Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia, no Campus de Varginha.

Outras instituições mineiras e o Enem

O Minas Vestibular consultou as instituições de ensino público mineiras – que adotaram o Enem como forma de ingresso (parcial ou integralmente), e têm dois ingressos anualmente – a respeito de como elas se programarão para as provas de ingresso no 2º semestre, ou vestibulares do meio do ano, depois do anúncio do MEC de que só haverá o Exame 2010 em outubro, após as eleições. No caso de utilização do Exame de 2009, como ficam aqueles que não o fizeram?

A Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) respondeu que “No Vestibular 2010, o Enem não foi utilizado para compor a nota da 1ª fase do Vestibular (50%), devido ao adiamento da data de realização do Exame, pelo Ministério da Educação. Para os próximos vestibulares, conforme decisão do órgão superior da UFTM, a nota do Enem deve compor a nota final da primeira fase, num percentual de 50%. Ainda não foi discutida qual nota do Enem será adotada, provavelmente a nota de 2009. Também não foram definidas as datas do Vestibular de Inverno.”

A Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e do Mucuri (UFVJM) “já disponibilizou as vagas do segundo semestre de 2010 para a seleção via SISu/Enem 2009. Estas vagas já estão sendo preenchidas com o SISu.”

As Universidades Federais de Uberlândia (UFU), de Itajubá (Unifei) e de Lavras (Ufla) não se pronunciaram. A UFOP não tinha se pronunciado, mas depois divulgou informações sobre seu segundo vestibular .

Já a Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) está com edital publicado e as datas do processo seletivo para o segundo semestre definidas e divulgou a seguinta nota: “A Universidade Federal de São João del-Rei informa a todos os interessados que já se encontra disponível a lista de espera dos candidatos que concorrem a vagas pelo Sistema de Seleção Unificada do MEC. Os candidatos em que a situação for Aguardando Confirmação deverão efetivar a matrícula conforme instruções da página. Os demais candidatos deverão aguardar o surgimento de vagas. A lista de espera será atualizada constantemente. Mais informações na Copeve/UFSJ pelos telefones (32) 3379 2505 ou (32) 3379 2328.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário