Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

UFSJ mantém cronograma.

O vestibular da UFSJ, que acontece nos dias 11 e 12 de dezembro, será um dos maiores da história da instituição. Quase 15 mil inscritos disputam 1899 vagas oferecidas nos 38 cursos da Universidade. Como nos anos anteriores, o curso de Medicina, no Campus Centro-Oeste Dona Lindu (CCO) é o mais procurado pelos vestibulandos – foram 3661 inscritos, o que representa a disputada relação de 135,59 candidatos por vaga.

De acordo com o presidente da Comissão Permanente de Vestibular (Copeve), Hewerson Zansávio Teixeira, essa procura já era esperada, “pois Medicina é, tradicionalmente, um curso de alta demanda”, explica. Arquitetura e Psicologia são, nessa ordem, os outros dois cursos mais disputados, segundo levantamento da Copeve.

As provas acontecem nas cidades mineiras de São João del-Rei, Belo Horizonte, Divinópolis, Ipatinga, Itamonte, Montes Claros, Ouro Branco, Sete Lagoas e Varginha; no Estado de São Paulo, em Franca, Serrana e Votorantim. Durante os dois dias do processo seletivo serão realizadas provas de conhecimentos gerais, redação e conhecimentos específicos, além das provas de habilidades específicas para os cursos de Música, Artes Aplicadas e Teatro.

Mesmo após os problemas ocorridos durante a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a UFSJ mantém o cronograma previsto para o vestibular. A instituição, que aderiu parcialmente ao Exame, reserva 10% de suas vagas para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e ainda oferece aos candidatos a opção de substituir a nota da prova de conhecimentos gerais pela nota das provas de múltipla escolha do Enem.

Entretanto, o presidente da Copeve alerta os candidatos sobre a realização das provas do primeiro dia do vestibular. “Independentemente da opção de utilização do Enem, é importante que os candidatos façam a prova de conhecimentos gerais”. Essa medida foi tomada como precaução caso o Exame seja cancelado ou suspenso.

Expectativa

Como não há vagas para todos, o jeito é se esforçar para entrar na Universidade. Muitos estudantes recorrem aos cursinhos pré-vestibulares para melhorar seu desempenho. É o caso de Gabriela Silva, aluna de um cursinho de São João del-Rei. “Em casa eu não estudaria, são muitas distrações”, explica a jovem de 19 anos, com dois vestibulares no currículo. Augusto Ferreira, de 18 anos, está terminando o Ensino Médio e vai prestar vestibular para Ciência da Computação na UFSJ. “Acho que estou preparado. Fiz cursinho o ano todo e agora aproveito esses dias antes da prova para tirar algumas dúvidas”, diz.

Quem não pode ou não quer pagar um cursinho, estuda em casa ou com professores particulares. “Se eu não passar neste ano, farei cursinho em 2011”, comenta Janaína de Oliveira, que estudou por conta própria e vai prestar o vestibular pela segunda vez. “Ano passado tentei Psicologia, mas neste ano decidi tentar Letras. Acho que tem mais a ver comigo”, revela.

Equilíbrio Emocional

Para a maioria dos vestibulandos, este é um momento de apreensão, quando o esforço de um ano ou até mais será posto à prova. Cansaço, irritação, ansiedade e tensão muscular são alguns dos sintomas através dos quais o estresse do vestibulando se manifesta. Para a realização de um bom vestibular, “o mais importante é o equilíbrio emocional” informa a psicóloga Sílvia Faria.

Segundo Sílvia, muitos estudantes acabam de sair do Ensino Médio e nem sempre têm maturidade suficiente para encarar a vida universitária. Para diminuir a pressão, pais e professores têm funções centrais. “Eles nunca devem fazer comparações entre o desempenho dos filhos ou colegas, nem apontar o vestibular como a única saída para uma vida feliz e de sucesso” completa a psicóloga que ainda destaca que “cada vestibulando deve procurar atividades prazerosas para compensar o estresse dos estudos”.

Leituras, filmes e exercícios físicos são as alternativas mais indicadas pelos especialistas como relaxamento. Sílvia ainda explica que o consumo de remédios para ansiedade deve ser controlado por médicos e que o consumo de álcool, cigarro e café também deve ser moderado. “Cigarro e bebidas alcoólicas socialmente, no máximo. O café deve ser evitado, pois a cafeína é um estimulante que pode aumentar a ansiedade” explica.
O presidente da Copeve também dá dicas para os vestibulandos evitarem problemas nos dias de prova. “É importante que o candidato faça o reconhecimento do local e procure uma hospedagem com a devida antecedência. Recomendamos atenção especial com o documento de identidade, que deverá ser apresentado nos dois dias de prova”, informa.

Resultado

A lista dos aprovados e classificados será divulgada no dia 17 de janeiro de 2011, exclusivamente pela internet, através do endereço www.ufsj.edu.br/vestibular
.

Fonte: UFSJ Online

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário