Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

UFMG é reconhecida

Quatro pesquisadores da UFMG foram premiados na segunda edição do Prêmio de Incentivo à promoção do uso racional de medicamentos, do Ministério da Saúde.

A coordenadora da farmácia do Hospital Risoleta Tolentino Neves, Josiane Costa, foi premiada na categoria que avaliava experiências bem sucedidas de profissionais nos serviços de saúde. O trabalho apresentado foi a implantação do projeto para a qualificação do uso de medicamentos no âmbito hospitalar, tendo como eixos norteadores a integralidade do cuidado e o referenciamento do paciente na rede.

O objetivo do trabalho era acompanhar o uso racional de medicamentos durante e após a internação hospitalar e contribuir para a qualidade de vida dos pacientes.

Mestrado
Na categoria dissertação de mestrado, o pesquisador Anderson Lourenço da Silva foi contemplado pelo trabalho Estudo de utilização de medicamentos por idosos brasileiros. A pesquisa analisou o perfil de uso de medicamentos por aposentados e pensionistas brasileiros, com 60 anos ou mais, beneficiários do INSS. Anderson considerou que os idosos possuem um padrão de uso de medicamentos diferente do observado em outras faixas etárias.

Doutorado
Outros dois pesquisadores foram premiados na categoria teses de doutorado. Uma delas é da pesquisadora Maria das Graças Braga Ceccato, pela tese Características relacionadas à compreensão do tratamento entrepacientes iniciando a terapia anti-retroviral no Brasil. O objetivo do estudo era avaliar a compreensão das informações sobre a terapia anti-retroviral entre portadores do HIV/AIDS atendidos em serviços públicos de referência, em Belo Horizonte.

A outra tese premiada foi Fatores associados às interações medicamentosas potenciais e aos eventos adversos a medicamentos, do pesquisador Adriano Max Moreira. Nesse estudo, Adriano aborda como a farmacoterapia complexa com múltiplos medicamentos aumenta a probabilidade de interações medicamentosas e eventos adversos a medicamentos em pacientes de unidade de terapia intensiva, as UTIs.

Os trabalhos premiados poderão contribuir com as políticas públicas de saúde na ampliação da oferta adequada de medicamentos à população. O objetivo do prêmio é identificar e divulgar ações que contribuam com a gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil.

Fonte: UFMG Online

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário