Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

UFMG abre Semana de Recepção dos Calouros

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) abriu esta semana (1º/03), a Semana de Recepção dos Calouros. A Semana toda terá atividades como palestras, show e apresentações sobre a vida acadêmica, mobilidade estudantil e intercâmbios. As palestras de abertura do ano letivo, no auditório da Reitoria no campus Pampulha, tiveram transmissão simultânea para auditórios da Faculdade de Ciências Econômicas (Face), do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) e do Instituto de Ciências Agrárias em Montes Claros, além do site da UFMG.

Para dar boas vindas aos estudantes, o atual reitor Ronaldo Tadêu Pena cumprimentou os estudantes, seus familiares e professores pela aprovação no vestibular e início de uma nova experiência de vida. O reitor ressaltou a importância da participação do corpo discente no processo de construção da qualidade do ensino. “A qualidade da universidade depende de seus alunos. Quando dizemos que a nossa UFMG é de primeira linha, significa que ainda temos muito que avançar. E vocês, que estão chegando precisam participar, questionar, fazer seu trabalho. O sistema universitário brasileiro passa por um momento especial, de expansão. Cabe a vocês usufruírem de todas as dimensões dessa universidade”, salientou.

O reitor lembrou de como surgiu a universidade, há quase 83 anos e ressaltou a conquista da ampliação de vagas nos últimos quatro anos, de 4.800 para quase 7 mil vagas, decorrentes do Reuni. Pediu aos novos estudantes compreensão diante das obras ainda em andamento em alguns prédios do campus, resultado desse processo de ampliação. “Se esperássemos construir primeiro para depois ampliar as vagas, muitos de vocês não estariam aqui. Assim, pedimos sua compreensão e colaboração para que possamos avançar, pois vocês são parte desse processo”, ressaltou.

A vice-reitora Heloisa Starling destacou as atividades culturais como diferencial oferecido pela UFMG na formação de seus alunos. “As atividades culturais e intelectuais são importantes, pois esse é o diferencial oferecido pelas universidades públicas. Explorem o repertório de atividades e provocações nesse campo. Soltem a imaginação para que possam desenvolver valores, aumentar sua capacidade de abrir novas possibilidades de análise e reflexão na área acadêmica”, sugeriu.

A Fundação Mendes Pimentel (Fump) que oferece programas de bolsas e financiamentos para estudantes carentes foi apresentada pela vice-reitora, que ressaltou a importância dessa política de subsistência e manutenção dos estudantes carentes na universidade.

Nova gestão

Para os novos reitores eleitos para a gestão 2010-2014, Clélio Campolina e Roksane Carvalho, essa é uma etapa decisiva na vida dos calouros, que foram chamados a colaborar com a nova gestão.

Para Roksane, “o compromisso para construir uma universidade cada vez melhor é de quem administra, mas também de quem está nos bancos da universidade. Esperamos fazer uma boa administração conjunta”, convidou.

Clélio Campolina destacou a nova fase dos alunos, que deixam o colégio e agora partem para a vida universitária. “Até então vocês eram acompanhados por suas famílias. Agora, passam para uma vida adulta e independente, de relacionamento direto com a universidade. Esperamos que a UFMG proporcione a vocês uma formação científica, acadêmica e profissional num ambiente prazeroso e de cooperação. Desejamos a vocês felicidade, bem estar e muito trabalho com responsabilidade social”, salientou o reitor eleito, ao destacar que os alunos podem esperar uma UFMG autêntica, autônoma e que busca sempre a excelência. “Nossa gestão é baseada em três pilares: autonomia, inclusão e excelência. Não estaremos inventando nada novo. Essa universidade é resultado de 82 anos de história. Vamos dar continuidade ao projeto acadêmico buscando superar os novos desafios e implicações do crescimento dessa cidade universitária”, observou.

A nova pró-reitora de graduação, Antônia Aranha, após destacar a participação da UFMG na produção científica brasileira, convidou os novos estudantes a vivenciarem a universidade em todas as suas dimensões. “Além das aulas, participem de palestras, seminários, busquem as bolsas de iniciação científica e usufruam da vida cultural”.

A pró-reitora adjunta de graduação, Carmela Polito, que continua no cargo na próxima gestão, fez uma rápida apresentação de como se constitui a universidade, com suas unidades e colegiados de decisão. Depois apresentou a dinâmica das atividades da Semana de Recepção dos Calouros.

A palestra de abertura foi repetida no turno da noite e nesta terça-feira (2/03). O pró-reitor de Graduação, Mauro Mendes Braga acompanhado dos pró-reitores Elizabeth Ribeiro (pós-graduação), Carlos Alberto Tavares (pesquisa) e Ângela Dalben (extensão) abordaram “A vida acadêmica na graduação: conexões entre ensino, pesquisa e extensão”. Estágios e programas de mobilidade para outras universidades do país foram tratados pela coordenadora do Programa de Mobilidade Estudantil, Maria José Menezes Brito, enquanto a diretora de Relações Internacionais Eliana de Freitas Dutra detalhou as diretrizes do programa de intercâmbio internacional da UFMG.

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) também deu suas boas-vindas aos novos alunos. Estevão Cruz, um dos coordenadores-gerais da atual gestão e estudante do curso de Ciências Sociais, “o DCE apresentou o seu trabalho, falou da responsabilidade e dos desafios de se estudar em uma universidade como a UFMG e convidou os calouros a participar do movimento estudantil”.

Encerrando as atividades da terça, uma apresentação cultural com os músicos Rodrigo Torino e Leonardo Brasilino com um repertório de composições de Baden Powell.

Na quarta-feira, as atividades serão nas unidades acadêmicas, onde os calouros receberão informações mais específicas sobre seu curso. Todas as atividades foram organizadas em parceria entre a Coordenadoria de Assuntos Comunitários (CAC), diretores das unidades e colegiados dos cursos de graduação.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário