Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

UFJF na Copa

 

Nesta segunda-feira (6/07), foi o lançamento oficial do projeto “Capacitação de Profissionais para a Copa do Mundo de 2014”. A solenidade foi na sede da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), com a presença do ministro interino do Esporte, Wadson Ribeiro; do presidente de honra da FIFA, João Havelange; do Reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), professor Henrique Duque, entre outras.

A parceria entre o Instituto João Havelange, o Instituto de Educação e Desenvolvimento (IEDS-Digital) e a UFJF, através do Núcleo de Educação a Distância (NEAD), foi firmada no dia 10 de junho. Tem como objetivo capacitar profissionais para a Copa, através do ensino a distância, em áreas como hotelaria, turismo, saúde, comunicação e segurança.

Através de um vídeo, foram apresentadas as áreas que serão contempladas com os cursos e foi feita uma avaliação dos impactos que a realização da Copa de 2014 terá em diferentes setores.

Para o Reitor Henrique Duque, o projeto é motivo de muita alegria e já representa um êxito para a Universidade essa parceria. O Reitor ressaltou que cada um dos envolvidos vai desenvolver sua ação com qualidade em torno de um único objetivo, que é o de capacitar pessoas.

O presidente de honra da FIFA, João Havelange, fez um resgate histórico e avaliação sócio-econômica dos impactos da realização da Copa de 2014 no Brasil. Ele informou que, no caso da França, os recursos começaram a chegar antes e, após a realização da Copa do Mundo, os investimentos se reverteram em ampliação do turismo.

Segundo ele, o país ganha ainda sob outros aspectos e citou, como exemplo, a escolha das cidades de Manaus e Curitiba como duas das 12 sedes. Nesses casos, o futebol servirá de aliado à divulgação da Amazônia e do Pantanal.

O Ministro interino do Esporte, Wadson Ribeiro, destacou “Nossa perspectiva é chegar a 2016, quando serão realizadas as olimpíadas, com uma juventude envolvida com 14 anos de esporte, o que vai representar um legado incalculável para o país”.

Em sua apresentação, o Presidente do Conselho Administrativo do IEDS-Digital, Mauro Moreno, repassou algumas diretrizes que serão adotadas para oferta dos cursos que poderão ser oferecidos em salas de aula, clubes, hotéis. “O ensino a distância é a melhor maneira de socializar o conhecimento”, disse.

De acordo com o Presidente do Instituto João Havelange, César Augustus Braga “O que se vislumbra com a parceria [com a UFJF] é a grande oportunidade de ajudar o país a capacitar pessoas e, desde já, estamos otimistas com os resultados objetivados”, disse.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário