Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

UFJF doenças cardíacas

Com o número cada vez maior de pessoas com doenças relacionadas ao coração várias pesquisas e associações entre diferentes áreas surgem para buscar soluções e tratamentos mais modernos para quem sofre de doenças cardíacas. Na próxima segunda-feira, dia 17, será apresentada a dissertação de mestrado de Bernardo Oliveira, mestrando em Modelagem Computacional do Instituto de Ciências Exatas (ICE) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que usa a modelagem computacional, uma ferramenta importante no teste de novas drogas e no desenvolvimento de novos equipamentos e técnicas de diagnóstico.

Com o título de “Modelagem quantitativa da eletromecânica do tecido cardíaco humano”, o trabalho trata da elaboração de modelos para reproduzir o comportamento do tecido cardíaco humano. De acordo com Bernardo, os modelos reproduzem o comportamento físico do coração e ajudam a compreender os fenômenos e a buscar por novos tratamentos para as doenças cardiovasculares. “Observamos a simulação que nós criamos e comparamos os resultados com a realidade.”

O trabalho foi dividido em duas etapas: o desenvolvimento de um novo modelo para a eletromecânica dos miócitos cardíacos do ventrículo esquerdo humano, células de tecido muscular responsáveis pela contração do músculo; e a incorporação deste modelo em simulações de maior escala, isto é, de tecidos cardíacos.

O objetivo é estudar e desenvolver novos modelos para o acoplamento eletromecânico de células e tecidos cardíacos, em especial do ventrículo esquerdo humano. “A importância desse tipo de trabalho é grande porque começam a se fechar elos entre a área da medicina e da engenharia, o que contribui para o desenvolvimento das duas que auxiliam em questões importantes como a saúde”, ressalta Bernardo.

Os estudos com a modelagem computacional do coração estão se desenvolvendo e trazendo resultados cada vez mais detalhados. Por meio deles é possível obter reproduções fiéis da realidade de cada situação testada e conseguir detalhes realistas tanto a nível microscópico – observando as células do coração – quanto a nível macroscópico, com relação aos tecidos cardíacos.

Defesas de teses e dissertações
A Pró-reitoria de Pós-Graduação (Propg) divulgou em sua página a agenda com as apresentações de teses e dissertações. As atividades começam dia 17 e terminam dia 31. Ao todo serão nove trabalhos.

Confira a agenda aqui

Outras informações: (32) 3229-3481 (Programa de Pós Graduação em Modelagem
Computacional)
(32) 3229-3785 (Pró-reitoria de Pós-Graduação)

Fonte: UFJF Online

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário