Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Tese premiada

 

A tese de doutorado “Avaliação da Imunogenicidade de Dois Novos Imunobiológicos Candidatos a Vacina Contra Leishmaniose Visceral Canina”, defendida pelo aluno do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas do Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas (NUPEB) da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Rodolfo Cordeiro Giunchetti, é a vencedora do Prêmio CAPES de Tese na categoria Ciências Biológicas I.

Premiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a tese apresentou a utilização de duas novas composições vacinais, ambas desenvolvidas na UFOP em parceria com pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Rodolfo foi orientado pelo professor do Departamento de Análises Clínicas da Escola de Farmácia da UFOP, Alexandre Barbosa Reis e co-orientado pelo diretor do Centro de Pesquisas René Rachou – Fiocruz, Dr. Rodrigo Correa Oliveira.

A cerimônia de premiação será em 10 de julho, em Brasília, e consiste na entrega de diploma, medalha, bolsa de pós-doutorado nacional de um ano para o autor da tese, auxílio equivalente à participação em congresso nacional para o orientador e diploma de distinção para o NUPEB. As teses premiadas estão, automaticamente, inscritas para o Grande Prêmio CAPES de Tese.

Instituídos em dezembro de 2005 (Portaria nº. 97), os Prêmios Capes de Tese buscam uma ampliação do ambiente acadêmico nos programas de pós-graduação, proporcionando um mecanismo oficial de reconhecimento. As duas modalidades vão premiar, anualmente, as melhores teses de doutorado aprovadas nos cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC), segundo critérios que englobam a originalidade do trabalho, sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico ou social e o valor agregado pelo sistema educacional ao candidato.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário