Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Sisu

Segundo a secretária de Educação Superior do MEC, Maria Paula Dallari Bucci, as 51 instituições participantes do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) reafirmaram seu compromisso de participar das próximas edições do sistema. A informação foi dada após reunião de técnicos e dirigentes do Ministério da Educação com reitores e pró-reitores de universidades. No encontro foi apresentado o balanço preliminar do Sisu. “Um aprimoramento está sendo discutido, mas o conceito do sistema está validado pelas instituições”, disse a secretária.

Segundo o balanço, foram preenchidas 85% das vagas do sistema. Da oferta inicial de 47,9 mil vagas, 40.789 estudantes já estão matriculados nas instituições participantes do processo. As universidades seguem informando matriculados até a meia-noite desta quarta-feira.

As cerca de 7 mil vagas ainda não ocupadas referem-se principalmente àquelas destinadas a políticas afirmativas ou para preenchimento no segundo semestre. Essas vagas serão ocupadas em processos seletivos próprios, definidos pelas instituições de ensino. Muitas universidades e institutos federais continuarão a convocar os candidatos a partir da lista de espera do Sisu, que conta com 136 mil candidatos confirmados.

A expectativa, segundo Maria Paula, é que até o início da próxima semana 95% das vagas já estejam preenchidas. “Finalizadas todas as etapas do Sisu, as instituições não são mais regidas pelo sistema e sim pelo seu próprio edital”, explicou a secretária.

O Sisu selecionou candidatos a vagas em universidades e institutos federais de educação, ciência e tecnologia. O processo teve cerca de 800 mil candidatos inscritos entre os 2,5 milhões de estudantes que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2009.

Maria Paula considerou favorável o balanço da primeira edição do Sisu, encerrada na terça-feira (16/03). “O processo de preenchimento de vagas nas instituições federais de educação superior foi bem-sucedido”, avaliou.

Mobilidade

Estudo preliminar sobre as matrículas realizadas apontam para uma tendência de crescimento da mobilidade acadêmica. Até o final da terceira etapa, quando 33.039 estudantes haviam se matriculado, 8.353 optaram por estudar fora de seu estado de origem, o que representa uma taxa de mobilidade de 25%. Anteriormente, esse percentual era de, aproximadamente, 1%.

Para garantir que as instituições tenham condições de implementar programas de assistência estudantil para receber os estudantes oriundos de outros estados, o Ministério da Educação incrementou o Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES). Com isso, o orçamento do PNAES, que em 2008, primeiro ano do programa, foi de R$ 126 milhões, passou para R$ 300 milhões em 2010.

Instituições participantes

Participaram da primeira edição do Sistema de Seleção Unificada 51 instituições, sendo 23 universidades federais e 26 institutos federais. Além das instituições federais, a Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) e a Escola Nacional de Ciências Estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também selecionaram seus candidatos pelo Sisu.

(Assessoria de Comunicação Social do MEC)

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário