Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Provas do Enem foram canceladas

O Ministério da Educação (MEC) cancelou na madrugada desta quinta-feira (1º/10/09),a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2009), que seria aplicado neste final de semana para mais de 4 milhões de pessoas em todo o País. 

O cancelamento se deve à suspeita de fraude. Na tarde dessa quarta-feira (30/09) o jornal Estado de S. Paulo foi contato, por telefone, por um homem dizendo que tinha duas das provas que seriam aplicadas no sábado. Em troca da informação, queria R$ 500 mil. Após consultar o material para checar sua veracidade, sem se comprometer com sua compra, o jornal repassou as infomações por telefone e e-mail para o Ministro da Educação, Fernando Haddad, e a fraude foi confirmada por técnicos do Inep, órgão responsável pelo Enem. O Ministro decidiu pela suspensão.

Novas provas

Após a suspensão da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o ministro da Educação, Fernando Haddad, destacou na manhã desta quinta-feira (1º/09) que haverá uma investigação para saber como foi possível o vazamento da prova que seria aplicada neste final de semana para 4,1 milhões de pessoas.

“Os indícios são fortes de que houve a subtração. Vamos fazer uma investigação para saber em que momento foi possível que um exemplar fosse furtado. Isso não pode ocorrer pois temos câmeras de vídeo para barrar um acontecimento como esse” declarou o ministro em entrevista ao “Bom Dia Brasil”, da Rede Globo.

Haddad disse que há uma nova prova pronta para ser distribuída aos Estados. A nova data a ser marcada depende da impressão e da reorganização logística. Ela deve ser anunciada nos próximos dias. A probabilidade é de que o exame seja efetuado ainda em novembro. A primeira estimativa dada pelo ministério foi de um prazo de 45 dias.

Apesar do infortúnio, o ministro comemorou. “Fico feliz de não terem feito a prova. Quem está inscrito, basta aguardar a nova prova. Que aproveite este tempo para estudar mais e aguarde as instruções para a nova data”.

Segundo Nota Oficial (ver abaixo) divulgada pelo Inep/MEC esta manhã (1º/10), o resultado final do Novo Enem, previsto para o dia 8 de janeiro, deve atrasar em cerca de um mês por causa do adiamento das provas.

Veja a matéria completa do jornal O Estado de S.Paulo.

 

Em entrevista no início da tarde, Fernando Haddad assegurou que a nova data para o Enem levará em conta feriados (dias santos) e os vestibulares de universidades públicas, já marcados, que o utilizarão como forma de ingresso. Ele afirmou que como o ministério trabalhava com uma “folga” no prazo de realização das provas, essas instituições não serão prejudicadas. (Veja a relação de todas as instituições que utilizarão o Exame e como) .

O ministro afirmou, ainda, que serão mantidas todas as inscrições.

Veja Nota Oficial da Andifes sobre o caso .

 

——————————————————————————————————————————-

Nota Oficial do Inep, divulgada na manhã desta quinta-feira (1º/10):

Enem adiado – Nota Oficial

O Ministério da Educação informa que as provas do Enem marcadas para este final de semana foram adiadas por motivos de segurança.

O Inep já possui uma segunda prova e deve anunciar a nova data nos próximos dias, depois de reorganizar a logística.

O Ministério da Educação já tomou providências junto ao Ministério da Justiça e a Polícia Federal no sentido de apurar eventuais responsabilidades criminais relativas ao vazamento.

Os estudantes inscritos serão comunicados oportunamente pelos meios habituais da confirmação da nova data e do local das provas.

Em razão do adiamento, o resultado final das provas, inicialmente previsto para o dia 8 de janeiro, deve atrasar em cerca de um mês.

O Ministério da Educação trabalha para minimizar os efeitos do atraso.

Assessoria de Imprensa Inep/MEC


Mais dúvidas, entre em contato com  o Inep/MEC através do e-mail ou pelo “Fala Brasil”: 0800-616161  .

 

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário