Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Probic Jr, em Juiz de Fora

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (PROBIC Jr.) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) está com inscrições abertas até a próxima segunda-feira (15/12). Podem enviar projetos os docentes de graduação e pós-graduação da UFJF e de Ensino Médio do Colégio de Aplicação João XXIII e Colégio Técnico Universitário (CTU).

O Probic Jr. é financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). Existente há quatro anos, mantém, atualmente, 30 trabalhos desenvolvidos no campus da UFJF e nos colégios federais da instituição em parceria com escolas públicas estaduais. Para isso, o aluno é orientado por um professor e deve se dedicar por oito horas semanais às atividades do projeto. O estudante recebe R$ 100 mensais como auxílio. Além do CTU e João XXIII, participam do Programa, neste ano, alunos de outras cinco escolas. A relação de instituições para 2009 está em análise na Pró-Reitoria de Pesquisa.

Entre os trabalhos executados, há estudo sobre como e o que lêem alunos de três colégios, pesquisas sobre a cultura do corpo ideal e corrosão em aço inoxidável. Outra iniciativa é coordenada pela bióloga Fátima Salimena, curadora do herbário da UFJF. No trabalho, uma equipe coleta e identifica espécies da flora geradas em terra negra, encontrada em cidades como Lima Duarte e Rio Preto. Fátima é apoiada não só por estudantes de graduação e pós-graduação, como também pela aluna do 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Delfim Moreira, Tamires Ferreira. Segundo a bióloga, já foram catalogadas mais de mil espécies, desde 2003.

Tamires soube da parceria com a UFJF através do colégio, o qual selecionou, ao final de um ano letivo, três estudantes que obtiveram mais de 70% de aproveitamento em todas as disciplinas. “É um projeto interessante, gostei bastante, instruiu-me e com ele pude participar de duas mostras de trabalhos de iniciação científica.” Além do aprendizado proporcionado, a bolsa de R$ 100 foi outro incentivo à participação da adolescente, que aplica o dinheiro no pagamento de um curso preparatório para o PISM III.

Essa realidade pode estar próxima de três alunos da Escola Estadual Fernando Lobo, vencedores da “19ª Feira de Ciências da UFJF”, em 2008, na categoria 8ª série e Ensino Médio. O professor do Curso de Física, Bernhard Lesche, interessou-se pela apresentação dos estudantes e pretende incluí-los num projeto sobre radiação de calor, que encaminhará ao
PROBIC Jr.

Lesche diz que a interação com alunos dessa faixa escolar traz oportunidade para ensinar. “Eles saem daqui sabendo mais e esperamos que terminem o contato com entusiasmo. E uma motivação pode surgir desse convívio,” afirma. “Vemos um retorno muito positivo.”

Conexão com a UFJF

Os responsáveis nas escolas por coordenar a conexão com a UFJF relatam os resultados da parceria. A coordenadora do Instituto Estadual de Educação, Eliane Grossi, afirma que o projeto rende bons frutos, percebidos pela premiação de alunos no Seminário de Iniciação Científica da UFJF, pela maturidade adquirida pelos adolescentes participantes e a vontade despertada em outros estudantes do colégio para participarem da iniciativa.

Os benefícios são vistos também pelos coordenadores do projeto nas escolas estaduais Delfim Moreira, José Antônio Abrahão, e na Hermenegildo Vilaça, Edna Fonseca. “A iniciativa é de grande valia, os alunos crescem intelectualmente e ampliam a perspectiva sobre o mundo”, afirma Edna. Além das instituições citadas, participam também do Programa, neste ano, as Escolas Estaduais Mascarenhas de Morais, São Vicente de Paulo e Patrus de Sousa.

A gerente de Iniciação Científica do Ensino Médio na UFJF, Maria Elizabeth Rodrigues reforça a necessidade dos professores da instituição, seja do Ensino Superior ou Médio, encaminhar projetos para o Probic Jr. para garantir a permanência e expansão da iniciativa. “Em virtude da grande expectativa das escolas, é muito importante que a UFJF corresponda a esse anseio, disponibilizando projetos, uma vez que há oferta de bolsas”.

A vigência das bolsas, em 2009, será de 1º de março a 31 de dezembro. As inscrições devem ser feitas na secretaria da Coordenação de Programas de Pesquisas no prédio da Reitoria. Acesse o edital.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário