Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Prêmio Álvaro Alberto

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou a edição 2009 do “Prêmio Almirante Álvaro Alberto para Ciência e Tecnologia”. O prêmio é concedido ao pesquisador que se destaque em sua área de atuação, com obra científica ou tecnológica de reconhecido valor para o progresso. A edição deste ano contemplará um pesquisador da grande área de Ciências Exatas, da Terra e Engenharias.

Fruto de uma parceria entre o Ministério da Ciência e da Tecnologia (MCT), o CNPq e a Fundação Conrado Wessel, o Prêmio é concedido anualmente em sistema de rodízio, consiste de diploma, medalha e R$ 150 mil. E representa um estímulo às carreiras científicas.

Uma comissão de especialistas, composta por nove integrantes, designados pelo Ministro da Ciência e Tecnologia, será designada para indicar os nomes dos candidatos e encaminhar a lista, contendo de quatro a seis nomes. O vencedor será escolhido pelo Conselho Deliberativo do CNPq.

Os vencedores das últimas edições foram: Jose Murilo de Carvalho, em 2008, Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes; Sérgio Henrique Ferreira, em 2007, Ciências da Vida e Fernando Galembeck, em 2006, Ciências Exatas, da Terra e Engenharias. Instituído em 1981 e restaurado por de 2006, o Prêmio é considerado uma das mais importantes premiações do país, entregue anualmente pelo Presidente da República.

Almirante Álvaro Alberto

Idealizador e primeiro presidente do CNPq, o Almirante Álvaro Alberto também foi o representante brasileiro na Comissão de Energia Atômica (CEA) das Nações Unidas e presidiu a Academia Brasileira de Ciências (ABC). Respeitado no meio acadêmico, sempre defendeu que o desenvolvimento científico e tecnológico estava intimamente ligado com a prosperidade do país.

Mais informações, na página do Prêmio .

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário