Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Pesquisa microbiológica

Pesquisa realizada em supermercados da capital mineira por estudantes de nutrição do Centro Universitário UNA, sob a supervisão de professores, revelou pescados contaminados com coliformes, salmonella spp e S aureus, acima dos níveis permitidos.

O trabalho foi desenvolvido, recentemente, pelas estudantes universitárias de Nutrição, Júnia Aguilar Zeferino e Rafaela Bárbara dos Santos, sob a supervisão dos professores Daniela Almeida do Amaral, Petterson Menezes Tonini e Fernanda Meneghello Delvivo.

Ao todo, foram pesquisados cinco supermercados de Belo Horizonte, em pontos aleatórios, identificados com numeração de 01 a 05. As estudantes obtiveram amostras do sushi pronto para o consumo e por meio de técnicas aplicadas em laboratório chegaram ao resultado.

Os supermercados 02, 04 e 05 apresentam níveis de coliformes à 45ºC do limite aceitável. “A presença dos coliformes nos alimentos indicam falha na manipulação e ou armazenamento inadequado e possível presença de microrganismos patogênicos entéricos”, diz a estudante Júnia Aguilar Zeferino.

Já nos supermercados 02 e 04, as amostras de sushis pesquisadas apresentaram níveis acima do permitido para S. aureus. “Essa contaminação pode ser resultante do manuseio inadequado, uma vez que esse microrganismo é amplamente encontrado nas vias nasais, orofaringe, cabelos e pele da população humana”.

E a Salmonella spp. foi encontrada nas amostras dos supermercados 02, 03 e 05. “O resultado da presença de Salmonella spp. pode indicar alguma falha no processamento. Esta contaminação pode ter ocorrido na evisceração, no uso de equipamentos e utensílios, por contaminação cruzada ou mesmo por má higienização em alguma etapa do processo”, afirma.

Segundo a professora Daniela Almeida do Amaral, uma das docentes responsáveis pelo acompanhamento da pesquisa, o que mais preocupa nos resultados deste trabalho é que a multiplicação dos microrganismos pode levar a doenças como a Salmonelose, cuja falta de tratamento pode resultar em complicações e morte.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário