Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Pesquisa Ambiental

Assinados, ontem (17/02), convênios e acordos de cooperação que garante a Minas Gerais o recebimento de investimentos de R$ 33,8 milhões para desenvolvimento de pesquisa e ações voltadas para gestão ambiental e recursos hídricos. A parceria foi assinada pelo ministro de Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, e pelo governador Aécio Neves, em cerimônia no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte.

O ministro Sergio Rezende ressaltou a importância de Minas Gerais na gestão de recursos hídricos no País. “Em Minas nasce o Rio São Francisco e aqui têm fontes importantes de recursos hídricos. Assim, o Estado é o mais adequado no Brasil para ter um instituto de educação ambiental voltado para a preservação dos recursos hídricos”, afirmou o ministro.

“Ciência, tecnologia e inovação formam, juntas, a base da chamada Economia do Conhecimento. O conhecimento pautará o futuro das nações e Minas se prepara de forma decidida para ser um estado líder na Economia do Conhecimento”, disse Aécio Neves.

Os convênios envolvem a participação da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Secretaria de Ciência e Tecnologia, Emater-MG, Instituto Estadual de Florestas (IEF-MG), Embrapa, Agência Nacional de Águas (ANA) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Um dos convênios assinados é o que garante a conclusão do Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Águas (Hidroex), em Frutal, no Triângulo Mineiro, com investimento de R$ 18,1 milhões. O Ministério de Ciência e Tecnologia investirá R$ 13,6 milhões, com contrapartida de R$ 4,5 milhões do Governo do Estado, por meio da UEMG.

“O Hidroex terá uma atuação internacional, pois abrirá suas portas também para os países da América Latina e para as nações africanas de língua portuguesa. Encaminharemos brevemente à Assembléia Legislativa, o Projeto de Lei que consolida a autonomia administrativa e financeira do Hidroex, conforme os pré-requisitos da Unesco para que o centro seja de categoria internacional”, afirmou Aécio Neves.

Verde Minas

O governador e o ministro de Ciência e Tecnologia assinaram, também, um acordo para investir R$ 15,7 milhões na implantação de unidades de educação ambiental e custeio de atividades na área de Meio Ambiente, no âmbito do “Programa Verde Minas”, que está sendo implantado em parceria pela Emater e o IEF. O governo federal vai desembolsar R$ 12,6 milhões, com contrapartida de R$ 3,1 milhões do Estado.

“Sabemos que é importante trabalharmos a geração de uma nova consciência, especialmente entre os jovens. Por isso assinamos o convênio que viabilizará a implantação do Programa Verde Minas, que é uma rede de educação ambiental que prevê a implantação, até 2010, de 30 centros de educação ambiental em todo o Estado, respeitando os biomas característicos das regiões mineiras, preservando e valorizando os recursos hídricos.”, afirmou o governador.

Inovação em Irrigação

Foi assinado, também, o acordo de cooperação técnica para implantação, ao lado do Instituto Hidroex, do Núcleo de Referência de Inovação em Irrigação e de um Campo Experimental em Irrigação às margens do Rio Grande, em Frutal. A Embrapa participará com toda a sua experiência em pesquisa e inovação. A ANA vai enquadrar o Núcleo à política de gestão de recursos hídricos e uso racional da água para irrigação.

O Governo do Estado vai desapropriar e disponibilizar duas áreas, sendo uma de 42 hectares próximos ao Instituto Hidroex, para os laboratórios e Núcleo de Irrigação; e 49 hectares às margens do Rio Grande para o Campo Experimental em Irrigação.

O Ministério de Ciência e Tecnologia se comprometeu a enquadrar o projeto entre suas prioridades, buscando, por meio de recursos orçamentários ou dos fundos setoriais, disponibilizar apoio financeiro para a implantação desse Núcleo e do Campo Experimental.

Fonte: Agência CT

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário