Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Parlamento Jovem

O Parlamento Jovem, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em parceria com a PUC Minas, tem em 2010 sua primeira edição estadualizada. A iniciativa de educação para a cidadania estende-se agora para 11 cidades, além de Belo Horizonte.

A ALMG conta com o apoio das câmaras municipais e de outras instituições de ensino superior. Os estudantes do ensino médio de escolas públicas e particulares são o público-alvo do projeto, cujo tema deste ano é “Meio Ambiente – Resíduos Sólidos”. Por meio de atividades monitoradas por universitários, os alunos vão estudar o assunto e apresentar propostas de ação para os legislativos. A plenária final do Parlamento Jovem de Minas 2010 será nos dias 16 e 17 de setembro, na ALMG.

As cidades parceiras são Belo Horizonte, Capelinha, Caratinga, Divinópolis, João Monlevade, Juiz de Fora, Montes Claros, Ouro Preto, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Viçosa e Visconde do Rio Branco, representando sete regiões de Minas. Cerca de 800 estudantes de 44 escolas de ensino médio estarão envolvidos nas atividades, orientados por mais de uma centena de monitores.

As cidades parceiras deverão realizar, até o final de junho, as plenárias finais de seus Parlamentos Jovens Municipais, além de definir quais alunos participarão da etapa final. As propostas das etapas municipais deverão ser encaminhadas até julho à Assembleia, para subsidiar a plenária de setembro.

O Projeto

Realizado desde 2004 pela Escola do Legislativo da Assembleia e pelo curso de Ciências Sociais da PUC Minas, o Parlamento Jovem não se limita a uma simulação do processo legislativo. Ele propicia a participação direta dos jovens na discussão de temas de interesse da sociedade e na apresentação de propostas de ação para o poder público.

Em sua sétima edição, o projeto mostra resultados. Entre eles, a extensão da alimentação escolar para o ensino médio público noturno, proposta transformada em emenda ao Orçamento. Mas o ganho principal é o estímulo à participação política dos jovens e sua reflexão sobre o papel do Poder Legislativo. Nas seis edições do projeto, foram mobilizados cerca de 900 estudantes de 42 escolas de ensino médio de Belo Horizonte. A preparação incluiu, entre outras atividades, as de formação política dos estudantes e de capacitação dos universitários, que atuam como monitores.

Até o ano passado, apenas as escolas da Capital participavam do projeto, e as ações eram coordenadas pela Escola do Legislativo da ALMG. Agora que a iniciativa foi estendida para outras 11 cidades, na Capital tem a coordenação da Escola do Legislativo da Câmara de BH, em parceria com a Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude, além da PUC. Cabe à Assembleia, por sua vez, a coordenação do Parlamento Jovem de Minas e a articulação com os municípios mineiros.

Para enviar notícias e para saber mais, envie e-mail ou acesse o site do Parlamento Jovem.

(ALMG)

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário