Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Olimpíada

Alessandra Passos, Júlia Jacinto e Laura Pimenta, alunas do Cefet-MG, tornaram-se a primeira equipe feminina a vencer as “Olimpíadas Brasileiras de Algoritmo Hostnet”. Estudantes do 2º ano de Informática da Unidade de Divinópolis, elas competiram com estudantes de 40 escolas do país. A disputa final foi no final de agosto (31/08). As Olimpíadas de Algoritmo acontecem há quatro anos e visam a testar a habilidade de raciocínio e solução de problemas pelos participantes.

A noção de algoritmo é central para toda a computação. Trata-se de rotinas finitas criadas para resolver problemas. É da combinação criativa dessas regras que surge a base para a criação de programas de computador. Na disputa final, os concorrentes receberam uma planilha de dados e tinham de propor um esboço de programa que conseguisse organizá-los. O tema foi o twitter. “Tínhamos de criar uma função algorítmica que fornecesse dados como ‘quem tinha o maior número de seguidores’ ou ‘quem era o usuário mais citado’”, explica Júlia.

Segundo a coordenação do evento, o principal critério de julgamento dos trabalhos é a valorização da simplicidade. Vale mais o programa que resolve o problema com rotinas simples e objetivas. “A prova foi difícil, mas de tanto treinar, a gente pegou o jeito”, conclui Laura.

Estudo e dedicação

Júlia lembra que o caminho da pré-seleção no Cefet-MG até o título foi árduo, com muito trabalho, estudo e desconfiança por parte de alguns colegas. “Alguns meninos ficaram enciumados por sermos um grupo só de mulheres”, disse. Nas férias, parte do tempo foi dedicado à disputa. “Estudamos muito para a fase final, fizemos muitas provas”, relatou.

Durante a etapa final, o treinamento tornou-se agilidade, o que surpreendeu até as campeãs. “Acabamos a prova em 1h30 num tempo previsto de 4 horas”, contou Júlia. A conquista foi ainda mais valorizada, porque de todas as equipas classificadas, além de nós, só existia mais uma menina”, observou Júlia. A vitória também é atribuída aos professores da disciplina Linguagem de Programação. “O Prof. Edson Marchetti, que deu aula ano passado, e o Prof. Gustavo Campos são muitos bons; ajudaram-nos e tiraram nossas dúvidas”.

Segundo o Prof. Gustavo Campos, desde 2008 é feita a seleção na Unidade e sempre algum grupo chega à etapa final. Agora, com o título. “Elas são alunas muito dedicadas, trabalharam bastante, estudaram durante as férias, fizeram provas de olimpíadas anteriores”, disse.

“O resultado serve para estimular outros alunos a estudar, já que é uma disciplina mais difícil. Espero que nos próximos anos consigamos conquistar mais premiações. Com o prêmio, os estudantes também percebem que o esforço é recompensado com prêmios, bons estágios, bom trabalho”, afirmou o Prof. Gustavo Campos.

As alunas receberam medalhas, troféu e um notebook cada uma. A Olimpíada de Algoritmo é realizada pela Hostnet, empresa de hospedagem de sites e faz parte do Info Rio, encontro nacional de Tecnologia da Informação. As alunas viajaram acompanhadas pelo um professor Prof. Luiz Carlos, todos com despesas pagas pelo Cefet-MG.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário