Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Mestrado na Unimontes

A partir do dia 10 de janeiro, a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) receberá as inscrições para o curso de mestrado em História. O prazo será estendido até o dia 9 de fevereiro. Serão preenchidas 15 vagas e os candidatos poderão se inscrever pelo site: www.unimontes.br.

O curso é o oitavo programa de mestrado próprio da Unimontes recomendado pela Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação. As atividades serão iniciadas em março. O mestrado tem como área de concentração “História Social”, com duas linhas de pesquisa: “Cultura, Relações Sociais e Gênero” e “Poder, Trabalho e Identidade”. O corpo docente será formado por 13 professores da Unimontes.

Os candidatos serão submetidos à prova de língua estrangeira (16 de fevereiro) e à prova dissertativa (18 de fevereiro). Eles também deverão apresentar argüição do projeto de pesquisa e avaliação do currículo lattes.

O MESTRADO – Na área de concentração “História Social” serão contempladas a pluralidade geográfica e cronológica de objetos e a possibilidades de investigação de fontes históricas “que visam à apreensão das manifestações da intervenção humana engendrada na dinâmica dos fenômenos históricos”.

A linha de pesquisa “Cultura, relações sociais e gênero” busca compreender a sociedade através das múltiplas práticas culturais e discursivas que constituem o sujeito, suas experiências e vivências. Essa perspectiva engloba tanto o interesse pelo coletivo, quanto pelos indivíduos comuns e suas singularidades e Investiga temas ligados à produção/desconstrução das identidades.

Já a linha de pesquisa “trabalho e Identidades” contempla o poder inserido em um conjunto complexo de relações sociais, onde interagem os mais diversos agentes, sejam eles individuais, coletivos, institucionalizados ou informais. Desta forma, as questões do poder também se apresentam no âmbito das relações de trabalho, no âmbito do Estado, da sociedade civil e das múltiplas identidades.

Fonte: Unimontes Online

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário