Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Medicamentos

Reduzir irregularidades nas propagandas publicitárias de medicamentos e alimentos veiculadas pelos meios de comunicação e conscientizar consumidores sobre os riscos que o mau uso desses produtos representa. Esse é o objetivo do projeto “Nas ondas do rádio” desenvolvido pelas professoras Maria da Penha Henriques e Miriam Aparecida Oliveira Pinto da Faculdade de Farmácia e Bioquímica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Idealizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em parceria com as Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipal, o projeto “A promoção da saúde pelas ondas do rádio” é desenvolvido desde 2002 com o intuito de monitorar propagandas de rádios, jornais e outros veículos de comunicação. A iniciativa é responsável, também, pelo esclarecimento de profissionais de mídia acerca da divulgação irresponsável de medicamentos, além de esclarecer a população sobre as reais funções das substâncias divulgadas.Segundo a professora Maria da Penha, são frequentes nos veículos de comunicação propagandas de medicamentos não registrados pelo Ministério da Saúde, anunciando resultados milagrosos. De acordo com a professora, este tipo de publicidade tem sido responsável por aumento de casos de intoxicação e internação de consumidores desses produtos.

Alimentos comercializados em forma de cápsulas também são alvo do monitoramento realizado. Segundo a professora Miriam Aparecida de Oliveira Pinto, responsável pela pesquisa, os chamados “alimentos funcionais”- capazes de provocar ou melhorar determinadas funções corporais, como a melhora do funcionamento intestinal – frequentemente anunciam benefícios inexistes: emagrecimento imediato é um deles. De acordo com Mirian, a ingestão isolada deste tipo de substância não garante redução real de peso. Segundo ela, este tipo de objetivo exige adoção de hábitos saudáveis de alimentação.

A UFJF é uma das 19 Instituições de Ensino Superior vinculadas ao projeto de Monitoração, Educação e Informação da Anvisa. Na Universidade, professores e bolsistas das faculdades de Comunicação, Medicina, Odontologia, Direito e Educação realizam o monitoramento das propagandas em todos os espaços de divulgação, como congressos, lojas, consultórios, hospitais, farmácias e mídias como rádio, jornais, revistas, internet, TV e outdoors.

Outras informações:(32) 2102-3802 (Faculdade de Farmácia e Bioquímica). Para denúncias na Anvisa use o e-mail.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário