Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Iniciação Científica

Começa nesta quarta-feira (21/10, 17h), o “XV Seminário de Iniciação Científica”, promovido pela Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O objetivo é divulgar os resultados dos trabalhos de iniciação científica desenvolvidos na instituição, com a participação de estudantes da graduação e do ensino médio.

O evento será aberto com uma palestra do coordenador do Laboratório de Robótica do Centro de Pesquisa da Petrobras (Cempes), Ney Robinson Salvi dos Reis, sobre o tema “Inovação, por quê?”. Ele fará um breve passeio por histórias pitorescas de algumas tecnologias e invenções que, mesmo presentes em nosso dia-a-dia, na maioria das vezes, sequer sabemos ou nos perguntamos como e porque foram inventadas. Será também abordado um estudo de caso desenvolvido pelo Laboratório de Robótica a fim de atender às atividades da Petrobras. Em seguida, será a abertura da Exposição Fotográfica “Krambeck: Diamante verde”, de Roberto Dornelas (às 19h), no Hall das Pró-reitorias.

O Seminário terá a apresentação de 338 trabalhos em sete áreas temáticas: Ciências Exatas e da Terra, 69; Ciências Biológicas, 62; Engenharias e Ciência da Computação, 36; Ciências da Saúde, 53; Ciências Sociais Aplicadas, 39; Ciências Humanas, 54; e Lingüística, Letras e Artes, 25. De acordo com o coordenador de Programas de Pesquisa, Márcio Tavares Rodrigues, além de o aluno apresentar seu trabalho, ele
terá a oportunidade de conhecer pesquisas sobre diversas áreas.

As bolsas dos Programas de Iniciação Científica, gerenciados pela Propesq, são concedidas pela UFJF, pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Segundo Márcio Tavares, elas são uma oportunidade de o aluno conhecer melhor como se faz uma pesquisa e, ainda, enriquecer o currículo. “Os alunos que participam de iniciação científica estão adiantados em relação aos outros alunos quando concorrem a uma seleção de mestrado.”

Durante a apresentação, os estudantes são avaliados por consultores externos, pesquisadores de produtividade do CNPq, e os três melhores de cada área serão premiados com a publicação dos seus resumos na revista eletrônica “Principia”. Além disso, um trabalho de cada área receberá menção honrosa.

A Sessão de Premiação será realizada na sexta-feira (23/10, às 9h30) juntamente com a palestra de encerramento, “Células-tronco embrionárias e medicina regenerativa”, ministrada por Aline Marie Fernandes, do Laboratório de Neurogênese e Diferenciação Celular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Praça Cívica.

Outras informações, no site do evento ou pelos telefones: (32)2102-3784 (Propesq)

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário