Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

IEFTs adotam o novo Enem

 

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Conif) aprovou a adoção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para a seleção nos cursos superiores de tecnologia e licenciatura nos Institutos Federais de Educação Tecnológica (Iefets). Reunidos em Palmas, os reitores discutiram a proposta do Ministério da Educação de criar um vestibular unificado para todas as instituições federais de educação superior e de utilização do Enem em substituição ao vestibular tradicional.

O próximo passo é aprofundar as discussões sobre os critérios a serem utilizados. “Concordamos com o ministro da Educação, Fernando Haddad, em seu questionamento ao atual vestibular, que valoriza mais a memorização do que a capacidade de análise dos alunos”, afirmou o presidente do Conif, Paulo César Pereira, reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás.

Embora tenham aprovado a adesão à proposta do MEC, os reitores demonstraram preocupações com alguns pontos, como a oferta de vagas para as populações locais, que podem ficar prejudicadas com o vestibular unificado. Também foi levantado o problema da exclusão dos alunos do ensino médio que não tenham participado do Enem, já que o exame não é obrigatório. Segundo o presidente do Conif, as dúvidas e questionamentos serão tratados em encontro, na próxima semana, com representantes do MEC, em Brasília.

Nível médio
Em documento a ser encaminhado ao ministro da Educação, os institutos apresentarão também propostas de acesso dos estudantes aos cursos de nível médio por elas oferecidos. “O tema vem sendo debatido há mais de dois anos. Sabemos que é preciso democratizar o acesso, mas a grande questão é como dar mais oportunidade aos alunos carentes”, disse Pereira.


Assessoria de Imprensa da Setec

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário