Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Governador Valadares

Nesta terça-feira (9/02), em visita a Governador Valadares para inauguração de um pólo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) da UFMG, o presidente Lula prometeu inaugurar o campus Governador Valadares, do Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG).

Com isso, a região do Vale do Rio Doce, leste de Minas Gerais, ganhará três cursos de educação profissional a partir de março: os cursos técnico em segurança do trabalho, superior de tecnologia em gestão ambiental e engenharia de produção. O campus já está em obras, mas as aulas começarão no prédio da UAB. Neste semestre serão três turmas, no turno da noite, com 40 alunos cada. No segundo semestre, mais 120 alunos ingressarão no novo campus.

Já foram investidos na obra, que começou em novembro do ano passado, R$ 2,5 milhões. A nova escola terá, inicialmente, 20 salas multiuso, que também poderão ser usadas para laboratório. Os cursos foram criados de acordo com o potencial da região: mineração, comércio e serviços e pecuária. Nos próximos meses, será realizado concurso público para docentes e técnicos administrativos.

“Esta região tem uma população que supera 1 milhão de habitantes. A chegada do instituto trará desenvolvimento e benefícios imediatos aos jovens mineiros”, disse o reitor Caio Bueno. O instituto mineiro têm seis campi em funcionamento, com cerca de 6 mil alunos. Este número saltará para 15 mil no próximo ano. Ouros quatro campi avançados estão previstos para o segundo semestre.

Cidade mineira recebe campus de universidade federal

Ainda durante a inauguração do polo de apoio presencial da Universidade Aberta do Brasil (UAB) no município de Governador Valadares, o ministro da Educação, Fernando Haddad, anunciou que a cidade vai ganhar um campus de universidade federal.

“O campus aqui em Governador Valadares vai permitir que todas as mesorregiões de Minas Gerais sejam contempladas por uma universidade federal. O presidente Lula determinou que já este ano comecemos a preparar a instalação da unidade”, disse Haddad.

Minas Gerais ganhou três universidades federais nos últimos cinco anos, totalizando 11, com 34 campi. O estado é também contemplado com cinco institutos federais de educação, ciência e tecnologia, além de um centro federal de educação tecnológica (Cefet) e outras cinco escolas de educação profissional vinculadas a universidades. No total, são 38 campi.

Segundo o ministro, a procura do terreno para a construção do campus universitário na cidade mineira terá início logo depois do Carnaval. Os projetos arquitetônico e pedagógico serão discutidos com os reitores das universidades federais mineiras e terão a proposta de atender às necessidades da região.

“Governador Valadares já teve diversos ciclos de desenvolvimento, promovidos pela pecuária e pelas pedras preciosas”, lembrou o presidente Lula. “Agora, nas salas de aula dessas instituições de ensino que estão sendo criadas, os estudantes poderão debater o que desejam para o futuro da cidade e em que será baseado seu desenvolvimento.”

Na opinião do presidente, o novo ciclo de crescimento do município começará com a formação dos jovens no campus universitário, a ser criado no campus do instituto federal a ser inaugurado ainda este ano (matéria acima) e no polo da UAB inaugurado nesta terça-feira.

UAB

O polo em Governador Valadares já tinha iniciado as atividades com dez cursos a distância ministrados pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) a 750 alunos. Agora, vai ofertar mais 12 cursos, com outras 545 vagas. Os cursos novos serão oferecidos pela UFMG e pela Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

O Ministério da Educação dotou o polo com 50 computadores, conexão de internet em banda larga (acesso mais rápido), laboratórios de química e biologia e biblioteca. Além disso, a infraestrutura está preparada para receber pessoas com deficiência.
O polo foi considerado unidade de ensino de excelência pela comissão nacional de avaliadores externos do sistema UAB, em aferição feita em dezembro de 2009. De acordo com o parecer da comissão, a unidade conta com espaço físico, recursos tecnológicos e humanos suficientes para atender à demanda.

No país, hoje, 555 polos da UAB atendem 170 mil alunos. Os cursos são oferecidos por universidades federais e estaduais com o rigor de um curso presencial. Ou seja, as mesmas avaliações e indicadores de qualidade.

(MEC)

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário