Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Fafich faz 70 anos

 

A Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich) da UFMG prepara uma programação especial para comemorar seus 70 anos de fundação. A abertura das festividades será em 14 de abril (19h), com lançamento de selo comemorativo do aniversário, no auditório Sônia Viegas, 1º andar do prédio da Faculdade (avenida Antônio Carlos, 6627, campus Pampulha). Ao longo do ano, novos eventos serão promovidos em comemoração ao aniversário.

“Temos muito o que celebrar. A Fafich continua a exercer importante papel como instituição de ensino de alta qualidade e formadora de opinião. O ativismo dos membros de sua comunidade também merece destaque”, avalia o professor João Pinto Furtado, atual diretor da Fafich.

Estrutura – A Fafich tem hoje 4.200 alunos distribuídos por seis cursos de graduação (Comunicação Social, História, Filosofia, Ciências Sociais, Psicologia e Ciência Política), oito programas de pós-graduação, mestrado e doutorado, e nove especializações.

A Faculdade abriga ainda o Ciclo Introdutório de Ciências Humanas, que recebe estudantes de outros cursos da UFMG, e o Serviço de Psicologia Aplicada (SPA), que faz atendimento psicológico à comunidade.

Para João Pinto Furtado, esta grande diversidade tem repercussão em áreas distintas como a da representação política e a do direito de minorias. O diretor lembra também que a instituição é um dos carros-chefes da pesquisa em Ciências Humanas de Minas Gerais e uma das principais do país.

“Além de acrescentar para a formação dos alunos, a excelência da atuação de seus professores e pesquisadores contribui para a solução de problemas contemporâneos através do desenvolvimento de tecnologias sociais em áreas com a da democracia participativa, criminalidade e segurança pública, cooperativismo social”, afirma João Furtado.


História –  A história da Fafich começou em 21 de abril de 1939, com a fundação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Em 30 de outubro de 1948, a Faculdade foi incorporada à Universidade de Minas Gerais e ganhou nova sede, situada no Edifício Acaiaca, no centro de Belo Horizonte.

No início da década de 60, foi transferida para o bairro de Santo Antônio (Rua Carangola), onde viveu seu período de maior efervescência política e cultural. Em 1968, com a Reforma Universitária implantada pela Lei 5.540/68, recebeu o nome de Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich).

Nos setenta anos de trajetória, deixou a sua marca na história de Belo Horizonte e de Minas Gerais, sendo símbolo da resistência política nos tempos da ditadura e grande formadora de intelectuais.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário