Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Duplo Diploma

 

Em setembro, cinco alunos da Escola de Engenharia da UFMG partem para a França, onde farão disciplinas do curso de engenharia na École des Ponts Paris Tech. A oportunidade é fruto do primeiro Acordo de Duplo Diploma da UFMG, assinado no dia 16 de março pelo reitor Ronaldo Pena e pelo diretor da École des Ponts Paris Tech, Philipe Courtier.

Desde 2004, por meio do Programa de Intercâmbio de Graduação Capes/Brafitec, mais de 50 alunos já cursaram disciplinas do curso de engenharia na École des Ponts Paris Tech em períodos que variam de 6 meses a 1 ano. “O programa de duplo diploma tem uma dinâmica diferente. O aluno cursa o currículo-padrão até final do terceiro ano, estuda dois anos na França e volta para finalizar o curso na UFMG”, explica Roberto Márcio da Silva, professor do Departamento de Estruturas da Escola de Engenharia e coordenador do programa Capes/Brafitec.

Ao final dos seis anos, o estudante recebe o diploma de engenharia civil pela UFMG e de engenharia pela École des Ponts Paris Tech. “Grandes pesquisadores passaram pela instituição, a primeira escola de engenharia fundada no mundo”, conta o coordenador, ao acrescentar que, como é um programa recíproco, a UFMG também receberá anualmente cinco estudantes franceses.

Seleção –  A escolha dos participantes para o Programa de Duplo Diploma será feita por meio da avaliação do rendimento semestral global (RSG), do currículo de atividades complementares e do conhecimento da língua francesa. Os aprovados receberão bolsa de estudos, moradia no alojamento da universidade, passagens aéreas e refeições subsidiadas. “Muitos pensam que programas como esse são elitistas, mas os alunos entram pelo mérito. No programa Capes/Brafitec, por exemplo, 20% dos aprovados até hoje eram bolsistas da Fump”, ressalta.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário