Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Consórcio mineiro

Nesta quinta e sexta-feira (23 e 24/09) acontece uma nova reunião entre reitores e equipe técnica das sete instituições que comporão o consórcio formado entre universidades federais do Sudeste e Sul mineiros. O encontro será na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

O encontro na UFJF começa com almoço entre reitores no Victory Business Hotel (12h30). À tarde (14h e 18h30), equipes técnicas, junto com pró-reitores de cada instituição, se dividirão em comissões temáticas na Faculdade de Odontologia para debater o consórcio. Ao todo, já foram criadas sete delas: de Assuntos Estudantis; Ensino; Extensão e Cultura; Graduação; Planejamento e Gestão; Pesquisa e Inovação; e Pós–graduação.

No mesmo dia, à noite, está programada a visita às exposições “Doce França: Retratos da Vida Privada” e “Le Sacre Moderne: A Sagração do Moderno”, no Museu de Arte Moderna Murilo Mendes (Mamm), seguida de um coquetel no hotel.

Na sexta-feira (8h30 às 10h), as comissões temáticas reunirão propostas concretas de ações a serem desenvolvidas pelo consórcio e a criação de uma proposta de contrato.

Logo após (10h às 12h), o gerente-geral da Universidade Petrobras, Ricardo Salomão, encontra-se com os participantes. A instituição da empresa estatal realiza treinamentos para seus funcionários e possui três campi: no Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. A unidade desenvolve parcerias com instituições educacionais do Brasil e do exterior. De acordo com o vice-reitor da UFJF, José Luiz Rezende Pereira, a empresa se dispôs a fazer a palestra e não indicou, a princípio, parceria com o grupo. Em seguida (14h às 18h), o grupo volta a falar sobre contrato e lei dos consórcios.

O Consórcio

O objetivo do consórcio está no fortalecimento do ensino, da pesquisa e da extensão, como também na relação com o Governo Federal, o que pode proporcionar ainda mais mobilidade acadêmica e administrativa para a comunidade do consórcio. A criação de um Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) em conjunto está entre a meta das universidades.

Quando concretizada, a união das federais de Alfenas (Unifal), Itajubá (Unifei), Lavras (Ufla), Ouro Preto (Ufop), São João Del-Rei (UFSJ), Viçosa (UFV), além da própria UFJF, formará a terceira maior universidade pública do país, mantendo-se, no entanto, a autonomia de cada instituição. Atualmente nessas unidades são mais de 41 mil alunos de graduação e 5,3 mil de pós-graduação, 260 cursos presenciais, 111 de mestrado e 59 de doutorado.

Conforme já apontou o reitor da UFJF, Henrique Duque, a proposta será enviada ao Conselho Superior (Consu) para aprovação e será discutida na comunidade acadêmica.

Reuniões anteriores

Em um pouco mais de um mês, três reuniões entre reitores do consórcio já aconteceram: em Lavras, São João Del-Rei e Ouro Preto. No dia 10 de agosto, foi assinado um protocolo de intenção de formação do consórcio.

Cronologia

19 de julho de 2010: em reunião, em Brasília, reitores das sete universidades mineiras aceitam a sugestão do Ministro da Educação, Fernando Haddad, para que seja criado um consórcio que reunirá instituições situadas nas regiões Sul-Sudeste de Minas Gerais com características em comum, e que possam se fortalecer e complementar sem perder a autonomia. A ideia é que, juntas, as universidades possam contribuir para o desenvolvimento econômico e social das regiões onde estão situadas. As universidades federais de Itajubá, Alfenas, Lavras, São João Del-Rei, Juiz de Fora, Viçosa e Ouro Preto ficam num raio de 200 km e abrangem as regiões Sul e Sudeste de Minas.

3 de agosto: reunidos no escritório da UFV, em Belo Horizonte, os reitores das sete universidades realizaram a primeira reunião conjunta para debater a proposta do MEC e concordaram em elaborar, conjuntamente, um projeto de consórcio, definindo o que poderá ser compartilhado pelas instituições, mantendo a autonomia de cada universidade envolvida.

10 de agosto: durante a inauguração do Campus da UFSJ, em Divinópolis, os reitores das sete universidades, o ministro Fernando Haddad e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinaram um protocolo de intenções para elaboração do projeto do consórcio.

18 de agosto: no campus da UFLA, em Lavras, os reitores definiram que o reitor da UFV, Luiz Cláudio Costa, coordenará a elaboração do projeto e que cada um dos outros seis reitores envolvidos estará à frente de um dos seguintes temas principais do consórcio: pós-graduação (UFJF), pesquisa (Unifei), graduação (Unifal), planejamento e gestão (Ufla), extensão e cultura (UFSJ) e assistência estudantil (Ufop).

24 de agosto: pró-reitores e assessores técnicos de cada área se reúnem na UFSJ, em São João Del-Rei para participarem dos primeiros seminários temáticos, sugerindo e debatendo pontos que serão compartilhados pelo consórcio.

3 de setembro: a segunda reunião de trabalho de reitores e assessores técnicos das instituições federais de ensino envolvidas no projeto do consórcio aconteceu na Ufop, em Ouro Preto. Os grupos de trabalho começaram a detalhar o projeto e definiram, entre outros pontos, que, inicialmente, as consorciadas trabalhariam em conjunto.

(Leia sobre o primeiro dia da reunião)

(Assessoria de Imprensa da UFJF – Cronograma: Coordenadoria de Comunicação da UFV)

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário