Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Combate ao Fumo

Em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Fumo (29/8), alunos do curso de Enfermagem do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste-MG) promovem uma sensibilização junto à população sobre os malefícios do tabagismo. A atividade, que integra as práticas da disciplina Estágio Supervisionado III, será realizada nestas quinta e sexta-feira (26 e 27/8), na Unidade Básica de Saúde do Centro de Coronel Fabriciano.

No primeiro dia da ação, os estagiários montarão uma tenda em frente à Unidade de Saúde e sensibilizarão os usuários sobre os malefícios do cigarro. No dia seguinte, percorrerão as ruas adjacentes à Unidade, levando informações aos moradores e passantes das proximidades.

Responsável por orientar os estagiários, a professora Jussara Bôtto explica que a ação tem como principal objetivo levar informações e orientações de saúde à comunidade. “A fumaça do cigarro reúne, aproximadamente, 4,7 mil substâncias tóxicas diferentes e muitas delas são cancerígenas. O tabagismo está ligado a 50 tipos de doenças, como câncer de pulmão, de boca e de faringe, além de problemas cardíacos. Daí a importância de darmos nossa contribuição no combate a este grave problema de saúde pública”, explica.

Tabagismo

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Estima-se que um terço da população mundial adulta, 1,2 bilhão de pessoas, sejam fumantes. Pesquisas comprovam que aproximadamente 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam.

O total de mortes decorrentes do uso do tabaco atingiu a cifra de 4,9 milhões anuais, o que corresponde a mais de 10 mil mortes por dia. Caso as atuais tendências de expansão do tabagismo sejam mantidas, por volta de 2030 esses números aumentarão para 10 milhões de mortes anuais, sendo metade delas correspondentes a indivíduos em idade produtiva (entre 35 e 69 anos).

No Brasil, cerca de 23 pessoas morrem por hora em virtude de doenças ligadas ao tabagismo, ou seja, 552 por dia, e mais de 200 mil por ano. Todos os dados são do Portal da Saúde.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário