Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Cidadania

A Comissão de Educação e Cultura aprovou, nesta quarta-feira (7/07) o Projeto de Lei da Comissão de Legislação Participativa que inclui entre as finalidades do ensino médio a “educação para a cidadania”. O projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votado pelo Plenário.

A diretriz educacional prevê informações sobre as leis básicas que constituem o Estado democrático, as que estabelecem os direitos e deveres dos cidadãos e dos governos e as que disciplinam a administração pública.
O objetivo do projeto, sugerido pela Associação Brasil Legal, é aumentar a consciência crítica dos jovens e formar indivíduos “aptos ao exercício da cidadania”. A associação, com sede em Belo Horizonte, atua no combate à corrupção.

Para o relator da proposta na comissão, deputado Lobbe Neto (PSDB-SP), a nova diretriz vai contribuir de forma efetiva para aperfeiçoar a legislação educacional em um momento em que a sociedade pede maior rigor no combate à corrupção e na defesa da ética e da correta utilização dos recursos públicos.

O projeto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96), que já lista entre as finalidades do ensino médio:
– a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental;
– a preparação básica para o trabalho e a cidadania do aluno;
– o aprimoramento do aluno, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico; e
– a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.

Veja a proposta, na íntegra.

 

(Agência Câmara)

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário