Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Carro autônomo

O professor Leonardo de Mello Honório, do departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), desenvolveu um carro autônomo, que possui inteligência artificial para andar e estacionar sem intervenção humana. Ele foi apresentado nesta quarta-feira (21/04) no anel viário e voltas em torno do campus, em Juiz de Fora.

Ao definir uma rota, dando o ponto inicial, o ponto final e outras características, como o caminho mais rápido ou mais curto, o sistema mapeia o melhor trajeto a ser executado. Caso exista um obstáculo, ele segue por outra direção para chegar ao mesmo destino. O agente realiza controle de velocidade (aceleração e frenagem), direcionamento e posicionamento em cada trecho do percurso. Outra tarefa que o veículo executa sem a intervenção humana é uma estratégia de estacionamento seguro.

Além de diversos acessórios e equipamentos, o carro, chamado de “Driving 4 U”, que significa em português dirigindo para você, possui três tipos de sensores: laser, visão computacional e ultrassom para identificar obstáculos. O automóvel troca de marcha automaticamente, e, por isso, não possui embreagem, apenas freio e acelerador.

Segundo o professor, a tecnologia foi desenvolvida com o objetivo de ser utilizada em tratores para trabalhar na agricultura ou em carrinhos de indústrias onde o serviço é muito repetitivo, como o de carga e descarga. Porém, o carro pode ser um suporte aos motoristas. “Em alguns pontos o carro já está 100% seguro, como na questão do estacionamento. Ele possui sensores que identificam obstáculos. Porém, ele ainda não é totalmente seguro para andar sozinho pelas ruas. É preciso ter uma pessoa, mesmo que seja no banco de trás, para puxar o freio de emergência, caso necessário.”

A coordenação geral do projeto é do professor Leonardo de Mello Honório, em parceria com o Grupo de Automação e Tecnologias de Informação (GATI) da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), e sua realização envolve uma parceria internacional, com a Universidade da Califórnia (UCI – University of California Irvine, USA), e o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto (INESC Porto, Portugal).

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário