Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Caminhos Gerais

 

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) atendeu a mais de duas mil pessoas, nas ações solidárias desenvolvidas pelas equipes da terceira etapa do Projeto “Caminhos Gerais – Circuito dos Diamantes”. Realizado entre os dias 14 e 16 de julho, nos municípios do Serro (comunidades de Capivari e Milho Verde) e Couto de Magalhães de Minas (sede), na região de Diamantina, o projeto é desenvolvido pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM), em parceria com o Ministério do Turismo e a Universidade.

O projeto foi iniciado em 2007, adotando o lema “Uma Marcha com Solidariedade”, com a realização de cavalgadas que percorrem os municípios mineiros que têm as origens ligadas aos tropeiros e exploração de minerais preciosos, em especial no Norte, Vale do Jequitinhonha e Noroeste. Ao mesmo tempo, os locais visitados recebem acadêmicos em ações solidárias nas áreas de educação, saúde, cultura e meio ambiente, beneficiando a comunidade em geral. As ações no âmbito da universidade são coordenadas pela Pró-Reitoria de Extensão.

Na terceira etapa, participaram 32 acadêmicos dos diversos cursos da Unimontes supervisionados por professores. Pelo balanço da Pró-Reitoria de Extensão, foram realizados 2.120 atendimentos nas comunidades de Capivari (14), Milho Verde (15) e Couto de Magalhães de Minas (16).

Entre outras atividades, os moradores participaram de testes de glicemia e de pressão arterial, gincanas, oficina de confecção de brinquedos com uso de material reciclável e palestras educativas sobre a preservação do meio ambiente.

Para o acadêmico Genílson Segundo, do quinto período do curso de Ciências Sociais e um dos participantes, o trabalho comunitário dignifica os valores humanos. “Não só tive a oportunidade de conhecer a Estrada Real, uma das maiores riquezas de Minas Gerais, como pude também auxiliar as pessoas que enfrentam dificuldades, com o conhecimento obtido na Universidade”.

Para o diretor da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador e coordenador do “Caminhos Gerais”, Lúcio Flavio Baioneta, “Aliado ao turismo solidário, estamos levando os universitários para promover a assistência à saúde, noções de civismo e outras ações de necessidade das comunidades visitadas. Os objetivos do projeto estão sendo amplamente atingidos, nas áreas social e ambiental e, principalmente, na parte da solidariedade. Por isso, só temos a agradecer à participação da Unimontes”.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário