dcsimg

Vestibular em

Perfil do professor da Educação Básica

 

Censo traça perfil dos professores da Educação Básica


A implantação do sistema Educacenso, em 2007, individualizou a coleta de dados do Censo Escolar da Educação Básica e tornou possível conhecer com detalhes o universo de professores brasileiros, formado por 1.882.961 profissionais. Esse universo está detalhado no Estudo exploratório sobre o professor brasileiro, produzido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), e lançado hoje (28/05).

Além dos cadastros específicos de alunos, escolas e turmas, o Educacenso levanta informações individualizadas sobre professores, tais como dados pessoais (mantidos sob absoluto sigilo), formação acadêmica (em caso de curso superior, é perguntado o nome do curso, se é ou não de licenciatura, ano de conclusão, nome da instituição onde cursou, e ainda se é pública ou privada) e condições de trabalho (quais as turmas em que leciona, em quais escolas e quais disciplinas). 

A partir da sistematização dos dados coletados, a Diretoria de Estatísticas Educacionais do Inep elaborou o Estudo. Os dados são apresentados a partir das etapas e modalidades de ensino em que lecionam. Etapas de ensino consideradas foram: creche, pré-escola, fundamental anos iniciais, fundamental anos finais, ensino médio e educação profissional. Quanto a modalidades de ensino, trata-se de educação regular, educação especial, educação de jovens e adultos. Os resultados são apresentados, ainda, por dependência administrativa, ou seja, escolas públicas (federais, estaduais e municipais) e escolas privadas.

Ao dividir a educação básica em três etapas (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio), percebe-se nítida mudança no perfil do professor e em suas condições de trabalho. Por exemplo: na educação infantil (creche e pré-escola), mais de 80% dos docentes trabalham em apenas uma escola e atendem a até duas turmas. No ensino fundamental, aparecem diferenças entre os professores de anos iniciais e os dos anos finais. Cerca de 70% dos professores dos anos iniciais atuam em apenas uma turma e são multidisciplinares (73%), enquanto 43% dos professores dos anos finais atuam em mais de cinco turmas, porém com uma única disciplina (60%).

Já no ensino médio, os professores são especialistas de disciplina: 74,4% ministram apenas uma disciplina e 18,7% ministram duas. Em relação ao número de turmas, verifica-se uma ampla distribuição: 50,2% atuam em uma a quatro turmas. 32,4% atuam em cinco a oito turmas e 17,4% atuam em mais de nove turmas.

Os dados permitem ainda que se trace um perfil único do professor da educação básica. Esse perfil chama-se Moda, que é a medida estatística de posição que identifica o atributo com maior freqüência na distribuição: é do sexo feminino, nacionalidade brasileira, raça/cor não declarada (entra as declaradas, 32,36% declararam-se de cor branca), 30 anos de idade, com nível superior – sendo graduado em pedagogia ou ciência da educação. Leciona aulas de língua/literatura portuguesa, trabalha em apenas uma escola, de localização urbana, e é responsável por uma turma com 35 alunos em média.

Educacenso
O Educacenso é o sistema de coleta do Censo Escolar, que é realizado anualmente e tem como principal objetivo organizar uma ampla base de dados sobre alunos, professores e escolas. As informações do Censo dão suporte a estudos e diagnósticos sobre a realidade do sistema educacional, bem como subsidiam a definição e implantação de políticas orientadas para a área. 

A edição 2009 do Censo Escolar começa no final de maio, com a coleta de informações. As informações são repassadas, via Internet, pelas escolas de todo o País.

Veja o perfil dos professores, por unidade da federação.

E o estudo exploratório sobre o Professor Brasileiro.

Fonte: Inep

Deixe seu comentário:

Versão para impressão     Enviar para um amigo