dcsimg

Vestibular em

O que é a Estatística

O que é a Estatística? A profissão é pouco conhecida, mas super valorizada no mercado. Não falta emprego, principalmente em seguradoras, bancos, áreas de saúde e empresas de marketing.


Por que o seguro do carro de um jovem de 20 anos é mais caro do que o de uma pessoa de 50 anos? E como uma pesquisa eleitoral aponta corretamente o que pensam os eleitores?

Por trás de todas essas perguntas está a estatística, que é um conjunto de técnicas e métodos de pesquisa para lidar com situações de incertezas. "O estatístico, em geral, trabalha tomando decisões. Ele é o responsável por um levantamento que vai dar argumentos para que você possa tomar a decisão correta", explica Dóris Satie Fontes, coordenadora geral do Conselho Regional de Estatística da 3ª Região.

A atuação mais conhecida é a pesquisa eleitoral, mas há estatísticos nas áreas de Qualidade, Saúde e Marketing. Nesta última, por exemplo, ele é bastante útil para analisar o comportamento da população, para saber qual marca é a mais popular ou para ajudar a empresa a decidir que tipo de carro deve ser lançado no mercado. São os estatísticos que transformam números e gráficos em informações que servirão para reduzir custos e aumentar os lucros.

E em um mundo onde impera a competitividade, esses profissionais passaram a ser mais requisitados do que nunca nas mais diversas áreas da economia e com salários pra lá de atraentes. No entanto, faltam profissionais.

Segundo dados do Conselho Regional de Estatística da 3ª Região, o estatístico é peça rara e valorizada. "Dos cerca de 500 formados anualmente, 100% saem com emprego garantido, a menos que não queiram atuar na área, e com salários que variam de R$ 2 a R$ 8 mil”.

Muitos cálculos, poucos profissionais

Segundo Dóris, a procura pelo curso de estatística é muito baixa. Para ela, a falta de informação é a principal responsável por esse quadro. "As pessoas não conhecem estatística. Muitos pensam que estatística é o mesmo que matemática, aquela que aprendemos no ensino médio, o que não é verdade. Nem mesmo os professores conhecem a profissão”.

As disciplinas de Matemática, como Cálculo e Álgebra, são a base do curso, que tem duração de quatro anos. Mas o aluno ainda aprende Lógica, Probabilidade, Computação e técnicas e métodos estatísticos voltados para diferentes áreas, principalmente Medicina e Economia.

Bom comunicador

Segundo os profissionais, o ideal é que o aluno de estatística, além de ter aptidões para ciências exatas, seja um bom comunicador. "O bom estatístico não pode ser uma pessoa calada. Ele vai sempre trabalhar em equipe e precisa saber transmiti-las para o leigo”, finaliza Doris.

No Brasil, existem 28 universidades ou escolas que oferecem cursos de bacharelado em Estatística.

Quem é formado em Estatística tem direitos garantidos por lei para exercer a profissão, da mesma forma que advogados, médicos, contadores, economistas e administradores. A Lei 4.739, de 1965, criou-a profissão e o Decreto 62.497, de 1968, regulamentou seu exercício profissional.

Essas mesmas leis também criaram o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Estatística, visando a orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão em todo o Brasil. Para exercer a função de estatístico, todo bacharel deve buscar sua habilitação registrando-se no CONRE da região onde atua.

Áreas de Atuação

- Indústria (na melhoria da qualidade de produtos, avaliação das reações do consumidor);

- Demografia e saúde (atuando em pesquisas da evolução populacional, novos remédios, tratamento de doenças);
 
- Pesquisas científicas (em universidades, como professores e consultores);

- Recursos humanos (desenvolvendo planos de avaliação e desempenho, planos de previdência complementar);

- Pesquisas de opinião (para empresas que vão lançar novos produtos, pesquisas eleitorais)

- Setor financeiro (em bancos, fazendo análise de bancos de dados, previsões econômicas, avaliando riscos de investimentos).

Por: Camila Soares (Jornalista)

Deixe seu comentário:

Versão para impressão     Enviar para um amigo