dcsimg

Vestibular em

Melhores Universidades mundiais

O ranking Web of World Universities colocou 12 brasileiras entre as 500 melhores, sendo que a Universidade de São Paulo (USP) ficou em 38º no geral, e em primeiro lugar entre as instituições latino-americanas.

Além dessa universidade, também aparecem na lista instituições com nome forte no País, como a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Entre as 500 melhores do mundo, essas instituições estão em 115º e 134º, já entre as latino-americanas, elas estão em terceiro e quarto, respectivamente, atrás da USP e da Unam (Universidad Nacional Autónoma de México).

Mundialmente, o primeiro lugar é ocupado pelo MIT (sigla em inglês para Instituto de Tecnologia de Massachusetts), seguida por Harvard e Stanford, todas nos Estados Unidos. Aliás, as primeiras 21 colocações são ocupadas por instituições do país norte-americano.

Outras da América Latina

Ao todo, 21 universidades da América Latina foram selecionadas entre as 500 melhores do mundo, sendo 12 brasileiras e as restantes de países como México, Chile, Argentina e Colômbia.

Além das quatro já citadas, estão no ranking a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 152º na lista mundial, seguida por Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 196º; pela Universidade de Brasília (UnB), em 204º; Universidad de Chile, em 227º; Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 241º; a Universidade Estadual Paulista (Unesp), em 269º; e a Universidad de Buenos Aires, em 291º. Na tabela abaixo, é possível conferir as instituições latino-americanas e suas posições no ranking mundial:

 Colocação  Universidade País
38ºUSPBrasil
44ºUnamMéxico
115ºUnicampBrasil
134º  UFSCBrasil
152º UFRGSBrasil
196º UFRJBrasil
204º UnBBrasil
227ºUniversidad de ChileChile
241º UFMGBrasil
269ºUnespBrasil
291ºUniversidad de Buenos AiresArgentina
348º  UaemexMéxico
352º UFPRBrasil
354ºPUC-RioBrasil
385º Universidad de GuadalajaraMéxico
386ºUniversidad de Costa RicaCosta Rica
391ºTecnológico de MonterreyMéxico
419ºUFRNBrasil
422º UFBABrasil
459ºUniversidad de los AndesColômbia
497ºUniversidad de ConcepciónChile

No ranking por países com as melhores universidades, o Brasil está em 9º, atrás de Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Canadá, Taiwan, Suécia, Espanha e Japão.

A lista com as melhores universidades é publicada desde 2004, duas vezes ao ano, em janeiro e julho. No total, são avaliadas mais de 17 mil instituições, sendo que o ranking final possui 6.000 universidades. Entre os quesitos considerados, estão o comprometimento dos professores e a disseminação de conhecimentos científicos.

Avaliação do MEC

Na última semana de agosto (31/08), o Ministério da Educação (MEC) divulgou o Índice Gerais de Cursos das Instituições (ICG). Ao contrário da Web of World Universities, o índice não classifica as universidades, faculdades e centros universitários em um ranking, mas dá notas que variam de 1 a 5, sendo que 1 e 2 são consideradas insatisfatórias e 3 é satisfatória.

No total, 2 mil instituições brasileiras foram avaliadas, entre públicas e privadas, embora 300 tenham ficado sem conceito porque não houve participação mínima de alunos de alguns cursos no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), cuja nota é utilizada no Conceito Preliminar de Curso (CPC) que, por sua vez, é usado na composição do ICG.

Desse número, apenas 21 instituições obtiveram a nota máxima, entre elas estão a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV-EAESP), a Faculdade de Administração de Empresas de Campinas (Facamp) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Por outro lado, nove instituições repetiram a nota baixa, inferior a 3, por dois anos seguidos, o que significa que não poderão abrir campi, novos cursos ou ampliar vagas até melhorar a qualidade do ensino. Para comprovar o desempenho delas, serão feitas visitas in loco às instituições. A partir dos resultados apresentados no ICG do ano passado, cerca de 400 entidades já passaram por esse processo, sendo que nove tiveram as notas mantidas abaixo de 3. Uma delas, a faculdade da Cidade de João Pinheiro, foi descredenciada.

As outras oito são: Universidade Ibirapuera (SP); Escola Superior de Agronomia de Paraguaçu Paulista (SP); Escola Superior de Educação Física da Alta Paulista (SP); Centro de Ensino Superior de Valença (RJ); Faculdade de Educação Física de Foz do Iguaçu (PR); Faculdades Integradas da Terra de Brasília (DF); Faculdades Integradas Espírita (PR); e Instituto de Ensino Superior Materdei (AM).

O que considerar na escolha?

Para os estudantes que estão em fase de vestibular e ainda não escolheram em qual instituição gostariam de estudar, analisar rankings como esse pode significar uma ajuda, mas não devem ser o único fator de decisão.

Buscar informações com amigos e parentes mais experientes também pode ajudar na decisão final. Atente ao programa da faculdade e ao corpo docente, para ver se condiz com suas expectativas. Também vale a pena ficar atento aos meios de comunicação, que abordam especialistas de faculdades que têm boa aceitação social.

Para o profissional inexperiente, ter no currículo o nome de uma universidade renomada pode facilitar a entrada no mercado de trabalho e, por isso, avaliar as instituições antes de fazer a opção torna-se muito importante para quem vai fazer a prova do vestibular.

Fonte: Portal Admnistradores

Deixe seu comentário:

Versão para impressão     Enviar para um amigo