Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Alunos atendidos por projeto da UFJF disputam campeonato estadual

 

Três alunos atendidos pelo projeto de extensão “Atletismo em apoio à infância e adolescência” da Faculdade de Educação Física e Desporto da Universidade Federal de Juiz de Fora (FAEFID/UFJF) vão disputar o “Campeonato Estadual Juvenil de Atletismo”, realizado em Ipatinga nos dias 13 e 14 de junho.

Darlan Carnevali, Hebert da Silva e Ingrid Abrão Soares serão os representantes da UFJF no Campeonato Mineiro juvenil de Atletismo. Através da competição, os três alunos atendidos pelo projeto social da FAEFID almejam melhorar suas marcas e assegurar suas vagas na competição a nível nacional. Ingrid é a única com vaga garantida no campeonato brasileiro. Ela vai disputar a modalidade dos 5 mil metros e quer utilizar a competição estadual para melhorar sua posição no Ranking.

O treinador do projeto, professor Marcos Vinicius da Silva, explica que o objetivo é popularizar o atletismo e apontar novos talentos como Ingrid e Darlan, que, em 2006, foi vice-campeão brasileiro de atletismo. Além disso, o projeto dá a oportunidade de uma prática esportiva orientada, regular e saudável aos participantes.

O Projeto
O projeto social “Atletismo em apoio à infância e adolescência”, coordenado pelo professor José Augusto Rodrigues Pereira, nasceu a partir da necessidade de oferecer à população dos bairros vizinhos à UFJF, principalmente às crianças e adolescentes dessa área, a oportunidade de uma prática esportiva orientada, regular e saudável.

O Atletismo, considerado um desporto de base por englobar um grande número de habilidades motoras básicas, como correr, saltar e lançar, foiescolhido para ser trabalhado com esse público, proporcionando-lhes uma ampla vivência motora, desenvolvimento das capacidades físicas e qualidades esportivas, muito utilizadas no dia a dia de uma criança.

José Augusto explica que “o projeto não se limita em atender apenas a área de iniciação esportiva, mas também ocupar essas crianças em seu contra turno escolar, tirando-as da rua e proporcionando um trabalho educativo, incentivando a frequência e o rendimento escolar, fornecendo-lhes informações efetivas no que se refere a sua saúde e aos benefícios que o esporte lhes proporcionará, oportunizando também ao portador de necessidades especiais a prática esportiva e inclusiva, levando, assim, a igualdade através do esporte”.

O projeto funciona de segunda e quinta-feira (8h às 10h), e quarta e sexta-feira (15h às 17h).

Outras Informações, pelo site ou pelo telefone: (32) 2102-3281 .

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário