dcsimg
Contato Anuncie


Busca: Buscar

Newsletter

Assine e receba informações atualizadas no seu e-mail:

Cadastrar

Vestibular em

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Página inicial : artigos

Trabalho voluntário nas férias

 

Operação Brasil 11 tem integração franco-brasileira em projeto de voluntariado

Viagem, descanso e lazer são alguns conceitos quase obrigatórios quando precedidos da palavra férias. Contudo alunos do CEFET-MG e estudantes franceses trocaram essas expressões por serviço voluntário, trabalho, esforço e integração para participarem da "Operação Brasil 11".

Neste ano, a parceria entre o Programa de Estudos em Engenharia, Sociedade e Tecnologia do CEFET-MG (Progest) e a ONG francesa Opération Brésil consiste na reforma da creche Ping-Pong, localizada no bairro Jaqueline, em Venda Nova, e no Parque das Mangabeiras e no desenvolvimento de produtos com materiais recicláveis em parceria com a Asmare. Todos em Belo Horizonte.

Ao participar do projeto, os estudantes passam por uma transformação social, cultural e tecnológica. “Durante as oito horas diárias que passamos juntos, convivemos com a diferença cultural que traz desafios quanto à forma de comportamento e descobrimos também afinidades que fazem com que haja compreensão. O projeto trará grandes benefícios, tanto para o aprendizado prático relacionado à engenharia civil, quanto para a construção de amizades”, relatou a aluna de Edificações, Aline de Paula Oliveira.

A Associação Municipal de Assistência Social (Amas), também parceira do projeto, indicou a Ping-Pong para a reforma. No local, uma área antes inutilizada será transformada em um parquinho para o lazer das 125 crianças de 1 ano a 5 anos e 11 meses que são atendidas pela instituição. Segundo a presidente da creche, Inês Magalhães Alkmin de Andrade, os participantes não podem estimar o valor do trabalho empregado. “Se não fosse essa ajuda, não iríamos fazer nunca. Parece um sonho”, disse.

No Parque das Mangabeiras, estão sendo realizadas intervenções em uma área de lazer infantil. O aluno de Edificações Gabriel Afonso do Couto Rodrigues contou que as dificuldades diárias do trabalho e da língua são facilmente resolvidas. Ele também reiterou que pelo contato com os visitantes percebe a finalidade do seu trabalho. “Quando as crianças que frequentam o parque nos perguntam o que estamos fazendo, vemos o quão importante nossa obra pode ser para elas”, observou.

Já o aluno de Engenharia Elétrica Pedro Rabelo Melo Franco destacou como a convivência franco-brasileira mudou seu conceito sobre os franceses. “São pessoas com as quais eu realmente estou gostando de conviver, são alegres, divertidos e através do trabalho que eles estão efetuando, posso ver que é uma atitude de coração”.

(Por: Assessoria de Comunicação Social/CEFET-MG)

Deixe seu comentário:

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Busca de cursos



Busca de faculdades



Quem somos

Contato

Anuncie

Faculdades

Cursos

Agenda

Notícias

Artigos

Dicas

Gabaritos

Resultados

Provas

-

Notícias e Dicas - Vestibular

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas do Vestibular e dicas de estudo: