dcsimg
Contato Anuncie


Busca: Buscar

Newsletter

Assine e receba informações atualizadas no seu e-mail:

Cadastrar

Vestibular em

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Página inicial : artigos

Perseverança é a palavra-chave

                                                                        
                                                 Ex-menino de rua é aprovado no exame da OAB


O ex-menino de rua Airton da Costa está entre os 6,6% dos bacharéis aprovados no exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Morador do Jardim Inamar, em Diadema, Costa passou grande parte de sua infância nas ruas da cidade de Lins, no interior de São Paulo. Ainda adolescente, foi para a região do ABC e se dedicou aos estudos. Fez o curso de torneiro mecânico, e no ano passado terminou a faculdade de direito.

O exemplo de Costa contagiou toda a vizinhança que o elegeu, na última semana, como Conselheiro Tutelar do bairro, com mais de mil votos. Além disso, o ex-menino de rua encontra tempo para participar da direção de um time de várzea Leão do Mar (equipe que participa da liga diademense de futebol), onde ajuda a realizar atividades sociais. "Foi com muita dedicação que consegui ser aprovado", diz.

O exame da OAB foi realizado em maio, reprovou 94,4% dos candidatos da região do Grande ABC. Ao todo, foram 1.377 bacharéis que realizaram a segunda fase, apenas 91 passaram, o que corresponde a 6,6%. O resultado é quase 3% menor que a média nacional de aprovação, de 9,79%.

Segundo dados da Ordem, o índice geral foi o terceiro pior nos 35 anos de prova, somente superado pelo exame 126, realizado em maio de 2005, com 7,16% de habilitação, seguido pelo 124, com 8,74% de aprovados.


"Quem estuda, passa", diz ex-menino de rua e agora advogado

Quem estuda, passa. Esta é a lição, aparentemente óbvia, mas convicta, transmitida por Airton da Costa. "Estudei e passei", diz ele, orgulhoso em sua simplicidade. Airton é o próprio testemunho de que seu ensinamento é sério: filho de uma família desestruturada e extremamente pobre, com pai alcoólatra, ele atravessou quase toda sua infância vivendo na rua, trabalhando em depósito de lixo e catando papelão. "Só assim arrumava um dinheirinho para ter o que comer - e quando sobrava algum ainda ajudava minha família".

Além de queimar pestana nos livros nas horas vagas, estudando com afinco desde o primário, o curso secundário e a faculdade particular onde se formaria bacharel em Direito, em Diadema, no ABCD paulista, o ex-menino de rua Airton da Costa adicionou a essa disciplina pessoal um sonho, como ele mesmo conta. "Ser advogado um dia era um sonho de criança. Sonhava tanto que, enquanto meus amigos jogavam bola, eu brincava de advogado de acusação". Seu depoimento continua: "Até os meus dez anos fiquei nessa situação de catar papelão e dormia na rua. Meu alimento, a maioria, vinha do lixão. Depois, passei a trabalhar capinando quintal, fazia limpeza em residências".

Formado em 2004, aos 40 anos (paga prestações da faculdade até hoje e reclama dos elevados aumentos), Costa conta que aos 14 conseguiu um emprego em uma empresa de transformadores elétricos, em Birigui (SP), seu primeiro emprego fora da luta pela sobrevivência com o lixo. Ali, aos 15 anos, num acidente de trabalho, perdeu um dos dedos da mão direita numa guilhotina. Este é mais um ponto na vida de Airton que lembra a do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Costa fez também o curso de torneiro mecânico, aos 16 anos, no Senai de Araçatuba (SP), e com essa formação, voltaria à região do ABC nos anos 80.

"Sempre trabalhei de torneiro mecânico mas fiquei muitos anos desempregado; nesse período passei muita necessidade, porém, nunca deixei de lado o meu sonho de criança de um dia ser advogado", lembra o mais novo aprovado no Exame da OAB de São Paulo. Ele afirma que passou no vestibular sem fazer cursinho, mesmo porque não dispunha de dinheiro para bancá-lo. Estudou sozinho. O curso de Direito, lembra ele, foi feito com muita dificuldade, porque trabalhava à noite e estudava durante o dia.

"Eu trabalhava a noite inteira e corria para a aula, pois cursava a faculdade de manhã", recorda Airton da Costa. "Muitas vezes tive que dormir dentro de carro no pátio da escola. No primeiro Exame de Ordem que tentei, passei na primeira fase mas não obtive aprovação na segunda fase. Fiz o segundo exame e, novamente, passei na primeira prova e fiquei reprovado na segunda. Não passei por pouco. Era a tal cautelar de arresto que nunca tinha visto na vida; fui muito bem na peça, tirei cinco de nota mas nas questões não fui muito bem por pura falta de experiência".

Para sustentar sua observação de que quem estuda é aprovado, Airton da Costa ressalta que para ser aprovado no último Exame de Ordem teve que se desdobrar. Isto porque, além de estudar para ele, dedicava-se simultaneamente a um concurso para o Conselho Tutelar da Infância e Adolescência de Diadema - no qual também foi aprovado.

Segundo ele, o Conselho Tutelar tem um salário pequeno, "mas ajuda muito e além disso ajuda a realizar outro sonho que alimentei durante minha vida inteira, que é trabalhar diretamente com criança carente". Agora, seu sonho está prestes a se tornar realidade: com a inscrição na OAB, Airton da Costa poderá finalmente exercer a advocacia, melhorar sua condição de vida, de sua família e, ainda, ajudar o próximo nessa profissão - outro objetivo de vida que sempre perseguiu.

"Quando era menino de rua, tínhamos um pequeno clube com atividades esportivas, culturais, tudo era organizado pelos moleques da rua e eu sempre puxava para o lado do advogado", lembra. "Fazíamos brincadeiras e quando algum garoto infringia alguma regra, havia o julgamento. Ninguém queria ser advogado de acusação. Eu tinha de oito para nove anos e não conhecia as regras do Direito, mas gostava de agir como se fosse advogado. Era um sonho que persegui a vida toda. Hoje, tenho 42 anos e, graças a Deus, consegui realizar o meu sonho: sou advogado", conclui o doutor Airton da Costa.



_________________________________________________________
 Fonte: OAB 

Deixe seu comentário:

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Busca de cursos



Busca de faculdades



Quem somos

Contato

Anuncie

Faculdades

Cursos

Agenda

Notícias

Artigos

Dicas

Gabaritos

Resultados

Provas

-

Notícias e Dicas - Vestibular

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas do Vestibular e dicas de estudo: