dcsimg
Contato Anuncie


Busca: Buscar

Newsletter

Assine e receba informações atualizadas no seu e-mail:

Cadastrar

Vestibular em

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Página inicial : artigos

Aniversário da Unimontes

Unimontes comemora 48 anos com avanços

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) comemorou, esta semana (24/05), 48 anos de existência. Em 24 de maio de 1962, era criada a Fundação Norte-mineira de Ensino Superior (FUNM). Por intermédio da Constituinte Mineira de 1989, a FUNM foi transformada na atual Unimontes.

Além do campus-sede em Montes Claros, a Universidade conta 11 campi nas regiões Norte e Noroeste de Minas e no Vale do Jequitinhonha: Almenara, Bocaiúva, Brasília de Minas, Espinosa, Janaúba, Januária, Paracatu, Pirapora, Salinas, São Francisco e Unaí - e ainda o Núcleo de Joaíma. A área de atuação corresponde a exatamente 30% do território mineiro, alcançando mais de 300 municípios.

“Ao longo da existência da Unimontes, foram inúmeras as conquistas, fruto do envolvimento e de dedicação de verdadeiros abnegados. Muitos contribuíram de forma anônima. Devemos, sim, nos orgulhar de uma instituição, que, apesar das dificuldades e obstáculos, é hoje reconhecida como uma das melhores universidades do Brasil”, afirma o reitor da Unimontes, professor Paulo César Gonçalves de Almeida.

Entre os avanços, nos últimos anos, ele destaca o crescimento da pesquisa e dos cursos de pós-graduação Stricto sensu – já são sete mestrados próprios. Em 2009, foram investidos R$ 7,75 milhões na investigação científica e tecnológica, para o qual foi preponderante o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). São 220 projetos de pesquisa em andamento, inclusive de incentivo à iniciação científica de acadêmicos, além de 48 grupos de pesquisa constituídos.

Os mestrados próprios são nas áreas de Ciências da Saúde (um profissional e outro acadêmico), Ciências Biológicas, Cuidado Primário em Saúde, Desenvolvimento Social, Letras (Estudos Literários), Produção Vegetal no Semiárido e Zootecnia. Em outubro de 2009, foram iniciados o Mestrado Interinstitucional em Direito e o Doutorado Interinstitucional em Letras, viabilizados a partir de parceria com a Pontifícia Universidade Católica de Minas (PUC Minas).

Tem, ainda, o Doutorado Interinstitucional em Ciências Econômicas, em convênio com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e o Mestrado Interinstitucional em Artes Cênicas, em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA).

O corpo docente totaliza 1.543 professores. Desse total, cerca de 40% possui título de mestre ou doutor. A perspectiva é de aumentar esse percentual, tendo em vista os investimentos na capacitação e na melhoria da qualidade do ensino.

A Unimontes atingiu a marca de 41.976 profissionais graduados nas diversas áreas do conhecimento e, atualmente, conta com aproximadamente 11 mil alunos matriculados nos cursos de graduação, de pós-graduação, modulares e no modelo a distância, esse último oferecido por intermédio do Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB), além dos cursos de nível médio.

Obras

Estão sendo implantadas diversas obras físicas para dar suporte às atividades de ensino, pesquisa e extensão e prestação de serviços, além de atender as necessidades da comunidade acadêmica. Uma delas é o Restaurante Universitário, investimento de R$ 1,158 milhão, viabilizado pelo Governo do Estado. A construção será iniciada na próxima semana e deverá ser concluída em seis meses. Além disso, estão em fase de conclusão no Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro, a construção do Centro de Pós-Graduação e a ampliação do prédio da reitoria.

“Todas as conquistas são fruto do trabalho coletivo e solidário. Com a participação e a colaboração dos professores, servidores técnico-administrativos e acadêmicos e o apoio do Governo de Minas, da classe política e todas as lideranças regionais, a Unimontes vai avançar muito mais”, afirma o professor Paulo César de Almeida.

História

A FUNM, atual Unimontes, foi criada através de Lei Estadual (nº 2.615, de 24/05 62, do ex-deputado Cícero Dumont). Em 1963, surgiu a primeira unidade de ensino superior do Norte de Minas, a então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (Fafil), tendo como entidade mantenedora a Fundação Educacional Luiz de Paula (FELP).

Em 1965, os cursos foram transferidos para o Casarão da Fafil, no centro histórico de Montes Claros. A primeira unidade de ensino superior da FUNM foi implantada em 1965, com a Faculdade de Direito (Fadir). Em 1966, a Fafil se desliga da FELP e passa a integrar a FUNM. Em 1968, começaram a funcionar na Fafil os cursos de Matemática, Ciências Sociais e Filosofia.

Depois, foram criadas outras unidades da FUNM: a Faculdade de Medicina (Famed), em 1969; a Faculdade de Administração e Finanças (Fadec), com os cursos de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, em 1972; e a Faculdade de Educação Artística (Faceart), em 1987. Através da Constituição do Estado (1989), a FUNM foi transformada na Universidade Estadual de Montes Claros.

Por Lei Estadual (nº 11.517, de 13/07/94), foram extintas as Faculdades e criados os Centros de Ensino (Centro de Ciências Humanas - CCH, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS, Centro de Ciências Sociais Aplicadas - CCSA e Centro de Ensino Médio e Fundamental - CEMF). E através de Portaria do Ministério da Educação (nº 1116, em 21/07/1994), a Unimontes foi reconhecida oficialmente como Universidade.

 

(Por: Assessoria de Comunicação da Unimontes)

Deixe seu comentário:

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Busca de cursos



Busca de faculdades



Quem somos

Contato

Anuncie

Faculdades

Cursos

Agenda

Notícias

Artigos

Dicas

Gabaritos

Resultados

Provas

-

Notícias e Dicas - Vestibular

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas do Vestibular e dicas de estudo: